Header Ads Widget

Via1

Guerra de facções no Subúrbio de Salvador amedronta moradores e ameaça policiais; "vamos meter uma granada na Base de Segurança"




Abrãao Santos da Cruz, de 28 anos, é a última vítima fatal de uma guerra que tem chocado parte do Subúrbio Ferroviário de Salvador. Ele foi executado, na tarde de segunda-feira (15/3), enquanto descia de uma van do transporte alternativo na Rua Rio Sena. Segundo a Polícia Civil, as primeiras investigações apontam que os criminosos fugiram por um matagal e o caso tem relação com a disputa tráfico que acontece na área.



As apurações têm razão. Ouvidos pelo Aratu On, moradores do Rio Sena, Mirantes de Periperi e Ilha Amarela demonstram medo, insegurança e incerteza. O clima, que piorou na última quinta-feira (11/3) após um confronto com a Polícia Militar, é gerado pelas facções Comando da Paz (CP) e Bonde do Maluco (BDM). Seus líderes, dizem fontes da SSP, são: "Thuck do Bambu" e "Jai Seco da Baixada", respectivamente.

O grupo carioca Comando Vermelho, após junção com o Comando da Paz em 2020 - que tem base nos bairros do Nordeste de Amaralina e Cosme de Farias -, se vale dessa facilidade criminosa para aterrorizar os rivais e inocentes. Uma suposta mensagem escrita por "Tchuck", disseminada pelo WhatsApp de várias pessoas do local, sustenta que há "reforço" chgando por parte de bandidos do Nordeste. Ele demonstra falta de medo da polícia.

"Nois não ver [sic] 'bixo' com 18 CIPM [Companhia Independente de Polícia Militar/Periperi], nem 14 CIPM [Companhia Independente/Lobato], Rondesp [Companhia Independente de Policiamento Tático], Choque sem neoroze [sic]. Vocês quer arma troia pra nois [sic] vamos meter uma granada a qualquer momento na Base Comunitária do Rio Sena", demonstra o traficante na mensagem. No mesmo texto, ele crava que o "Rio Sena vai pegar fogo".


Na investida da PM durante a quinta-feira, em Mirantes de Periperi [área dominada pelo BDM], houve o tiroteio. Segundo a corporação, tinham pelo menos 20 traficantes em uma "boca de fumo", que foi invadida. Os criminosos teriam reagido dando início à troca de tiros, com uso de fuzis, que durou cerca de 1h. Ainda de acordo com a PM, todos os bandidos conseguiram fugir, se escondendo em vielas e no matagal que compõem a região.


Relatos de testemunhas, porém, dão sustento para outra versão. De acordo com os moradores, a tropa de "Thuck" invadiu o território inimigo, dando início a um grande conflito. Diversas viaturas da PM foram chamadas e atacadas pelo traficante, que conseguiu escapar.

O uso de armas longas e com muito potencial de destruição também é uma preocupação, assim como a ameaça aos agentes da SSP. "População vcs que nao entra em nada [sic] fique em casa porque vamos botar terror pra cima do sistema. Vamos matar policias que mora [sic] próximo de nois [sic] vai ser aço. Tem uns 6 a 8 policiais, melhor se mudar enquanto é tempo sem neoroze. Vai cair no aço vcs [sic]".

Assim como o Comando Vermelho, o Bonde do Maluco também busca reforços na guerra. Fontes da SSP argumentam ainda que "Thuck" tem apoio de outro traficante também do Subúrbio Ferroviário de Salvador, no Alto da Terezinha. Esse bairro também vive um panorama parecido, com duelos constantes entre bandidos do CV e BDM.

A reportagem do Aratu On pediu um posicionamento à Polícia Militar sobre um possível reforço na segurança nessa parte do Subúrbio Ferroviário. A corporação, porém, não havia respondido até a publicação desta reportagem.




Crédito da Foto: leitor/Aratu On

Postar um comentário

0 Comentários