Mais um suspeito morre durante operação no bairro Valéria em Salvador; armas e drogas foram apreendidas - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é
PrefSSA

quinta-feira, março 11, 2021

Mais um suspeito morre durante operação no bairro Valéria em Salvador; armas e drogas foram apreendidas



As operações que vem sendo realizadas no bairro de Valéria, em Salvador, resultaram na morte de mais um homem nesta quinta-feira (11/3). Segundo a Polícia Civil, ele é apontado como gerente do tráfico na localidade do Penacho Verde e foi quem teria iniciado o confronto com os policiais. A vítima ficou ferida e foi socorrida para o Hospital do Subúrbio, onde morreu.


A operação, realizada em conjunto pelos Departamentos de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), resultou na apreensão de cinco quilos de maconha, uma pistola 9 mm, diversas munições para fuzil e pistola, calibres 762, 556, ponto 45 e 9 mm e um drone. O material apreendido já seguiu para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para ser periciado.

ENTENDA

De acordo com o diretor do Draco, delegado José Bezerra, as ações serão intensificadas em Valéria para localizar os demais envolvidos no grupo criminoso. A operação da PM começou após seguidas queixas de moradores do local, que reclamam do aumento da violência no bairro, nos últimos meses. Além dos constantes confrontos entre facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas e frequentes homicídios relacionados com a situação, a funcionária de um mercado foi morta durante tentativa de assalto ao estabelecimento na semana passada.

As ações da polícia começaram, desde a última quinta-feira (10/3), no bairro, com a presença de policiais civis. Eles cumpriram mandados de busca e apreensão na região, com o intuito de identificar e qualificar suspeitos de homicídios e outros crimes, além de intensificar investigações. No dia 3 de fevereiro, quatro assassinatos foram registrados no bairro; um dia depois, mais uma pessoa foi morta.



Crédito da Foto: divulgação/Polícia Civil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

NE-Sem fome
-->