Passageiros fazem imagens e mostram ônibus lotados em Salvador durante pandemia da Covid-19 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quarta-feira, março 03, 2021

Passageiros fazem imagens e mostram ônibus lotados em Salvador durante pandemia da Covid-19




Prefeito Bruno Reis disse que alternou o horário das atividades comerciais para não haver aglomeração; MP-BA solicitou à Justiça retorno de 100% da frota de coletivos na capital baiana.



Os passageiros do transporte coletivo de Salvador registraram através de vídeos aglomerações nos ônibus que circulam na capital baiana neste momento em que a cidade vive um pico da pandemia.

Um vídeo gravado por uma passageira, na manhã desta quarta-feira (3), mostra o momento em que um ônibus que fazia a linha Estação Pirajá passa no ponto mas não para, por causa da lotação. Em outro ônibus, um passageiro também relatou a lotação no coletivo.

De acordo com o prefeito Bruno Reis, a frota atual de ônibus é superior a 80% e que há uma folga entre o número de ônibus disponíveis e a quantidade de usuários.
A gente está rodando com uma frota superior a quantidade de passageiros transportados. Hoje a gente roda com uma frota de 85% e transporta 65%. Esses 20% está gerando um desequilíbrio no sistema e a prefeitura tem assumido essa conta, que é muito elevada, 
disse.
Na terça-feira (2), o Ministério Público da Bahia (MP-BA) solicitou à Justiça o retorno de 100% da frota de ônibus de Salvador. Na petição, o MP-BA pede o retorno da frota total nos horários de pico: das 5h às 8h, das 8h às 12h e das 15h às 21h.

Sobre a solicitação do MP-BA, o prefeito de Salvador, Bruno Reis, disse que a prefeitura assumiu a administração de uma das empresas de ônibus de Salvador há cerca de oito meses.

O Ministério Público tem acompanhado esse dilema da prefeitura. Hoje, uma região da cidade vem sendo administrada pela prefeitura, porque a empresa quebrou, e para evitar a falta de transporte público e demissão de rodoviários, nós assumimos a gestão. Já estamos há mais de oito meses fazendo a gestão dessa empresa, e para equilibrar o sistema, o investimento é de R$ 14 milhões por mês."

Além disso, o prefeito informou que a prefeitura alternou o horário do comércio, para evitar aglomerações nos horários de maior circulação de pessoas nas ruas.
O que nós estamos fazendo é começando as atividades com horários alternados. Então, começa em horários diferentes, comércio de rua, shoppings, e vamos avançar para outros estabelecimentos, como lotéricas, salões de beleza e clínicas. Vamos procurar alternar os horários de início das atividades e fechamento, para ajudar a reduzir as aglomerações, 

informou.

Fotos :::: Reprodução / Internautas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->