Deputados Cajado e Dayane Pimentel alugaram carros em empresa suspeita de fazer rachadinha na Câmara, denuncia emissora - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quarta-feira, abril 28, 2021

Deputados Cajado e Dayane Pimentel alugaram carros em empresa suspeita de fazer rachadinha na Câmara, denuncia emissora


Cajado também alegou que a empresa apresentou melhor cotação de preços dentre outras opções que o seu gabinete solicitou.



Os deputados federais Claudio Cajado (PP) e Dayane Pimentel (PSL) são dois dos três dos parlamentares da Câmara que mais gastaram com a locação de carros junto à empresa Gold Car Brasília. A locadora, com sede no Distrito Federal, pertence à esposa de um servidor da Casa e emitiu ao menos 676 comprovantes de pagamentos feitos por 23 deputados federais, sendo 21 deles da atual legislatura.

De acordo com informações da CNN Brasil, a empresa é a segunda locadora de carros mais contratada por deputados federais nas últimas duas legislaturas. O valor total pelo serviço prestado desde janeiro de 2017 é de R$ 2.922.785,41. 

O marido da proprietária da empresa é o analista legislativo FC-4, Idelfonso Vidal Salmito. A CNN Brasil teve acesso a mensagens do servidor oferecendo e negociando os veículos com parlamentares. Funcionários da Casa denunciam a existência de uma “rachadinha” e que ainda era possível um financiamento em que o político se torna dono do veículo pago com dinheiro público.

Conforme a emissora, até o momento, Cajado gastou R$ 283.621,00 e Dayane R$ 253.500,00. Os valores pagos pelos deputados são cobertos pela Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, que corresponde a um valor mensal disponível para custear despesas do exercício do mandato.

Somente para aluguel ou fretamento de veículos automotores o reembolso aos políticos pode chegar a R$ 12.713 por mês. Para a CNN Brasil, Dayane declarou que, para a efetivação da contratação, foi anteriormente realizada cotação em três estados e no Distrito Federal, sendo que a empresa Gold Car foi a que apresentou as melhores condições e valores mais baixos para locação de veículo blindado.

“A parlamentar não conhece os donos da empresa Gold Car nem os servidores cujos familiares são proprietários da referida empresa. Provadas as irregularidades nas práticas da empresa Gold Car, buscará a rescisão do contrato firmado”, disse a ex-apoiadora do presidente Jair Bolsonaro.

Cajado também alegou que a empresa apresentou melhor cotação de preços dentre outras opções que o seu gabinete solicitou, “enviou de condições e preços de locação dos veículos mencionados, como também foi encaminhada a documentação contratual para a área pertinente da Câmara dos Deputados onde a mesma realizou avaliação e emitiu aprovação”. “Dessa forma, o parlamentar desconhece qualquer valor que tenha sido depositado na conta institucional ou pessoal do mesmo”, contou. 



Com informações do site Política Livre
Foto: Reprodução/ Facebook Montagem: Política Livre | Claudio Cajado e Dayane Pimentel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->