Header Ads Widget

Via1

Em meio à pandemia, viagens de férias feitas por Bolsonaro custaram R$ 2,3 milhões ao governo





Informações constam em documentos emitidos pela Secretaria-Geral da Presidência e pelo Gabinete de Segurança Institucional.



Viagens de férias de verão do presidente Jair Bolsonaro a praias de Santa Catarina e de São Paulo, entre 18 de dezembro do ano passado e 5 de janeiro deste ano, custaram cerca de R$ 2,3 milhões em recursos públicos do governo federal. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Durante o período, a crise sanitária e financeira causada pela pandemia da Covid-19 voltava a se agravar no país, com 21,8 mil vítimas fatais no último mês do ano, uma alta significativa em relação aos cinco meses anteriores.

As informações constam em documentos emitidos pela Secretaria-Geral da Presidência e pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Há três meses, o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) elaborou requerimentos às pastas para obter os dados, entregues a ele somente na semana passada.

A Secretaria-Geral da Presidência, chefiada por Onyx Lorenzoni, informou a Elias Vaz que houve gastos de R$ 1,1 milhão em cartão corporativo ao longo das viagens, para custear estadias de membros de equipes de apoio e segurança, bem como a alimentação de agentes de segurança aérea e despesas com viagens de avião e abastecimento de aeronaves.



Foto : Reprodução/Facebook

Postar um comentário

0 Comentários