Ex-policial civil é preso em Salvador por envolvimento com traficantes; três comparsas também foram detidos - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é
PrefSSA

domingo, abril 18, 2021

Ex-policial civil é preso em Salvador por envolvimento com traficantes; três comparsas também foram detidos



Uma mulher e três homens foram presos em uma operação deflagrada neste sábado (17/4), na Boca do Rio, em Salvador. Um dos detidos é ex-policial civil e é suspeito de ter envolvimento com uma quadrilha de traficantes da região.


A operação foi deflagrada por conta de diversos homicídios ocorridos no bairro. No domingo passado (12/4), um atentado deixou pelo menos duas pessoas mortas e três baleadas. As vítimas fatais eram da mesma família.

Segundo a coorporação em que ele fazia parte, o grupo estava em um veículo, abordado pelas equipes na localidade do Barreiro. No veículo, foram encontrados uma pistola ponto 40, um carregador, um revólver calibre 38, 18 munições e uma peixeira.

Também foram encontrados seis aparelhos celulares, uma par de luvas e um produto químico. O material apreendido será encaminhado à perícia. O grupo foi autuado por associação criminosa e está à disposição da Justiça.

RELEMBRE


Os bandidos, que mataram dois homens da mesma família, segundo os moradores, atuam no tráfico de drogas da região. Os baleados, no momento da ação, estavam se divertindo em um bar, na Rua João Carlos Sacramento, quando foram surpreendidos pelos atiradores que chegaram em um carro e duas motocicletas.

O "chapista" de autos, Vivaldo José dos Santos Neto, morreu no local. A outra vítima fatal, Marcelo Nascimento, era marido da tia de Vivaldo. Ele estava internado e morreu, na manhã desta segunda (12/4), no hospital. Segundo informações de um amigo da família, a esposa do chapista, Cleilane dos Reis Souza, também ferida, recebeu atendimento médico e já está em casa.



Seguem internadas mais duas pessoas: Anderson de Jesus e Maurício Jesus Dias dos Santos. O estado de saúde dos dois homens, até o momento, não são conhecidos. Em entrevista concedida ao Aratu On por meio de áudio, o motorista de aplicativo, Herbert Teixeira, 27 anos, falou sobre o ocorrido. Ele mora desde o nascimento no bairro e lamentou a perda de amigos, considerando que cinco pessoas inocentes foram vítimas da bandidagem.

Em entrevista à reportagem da TV Aratu, um tio de Vivaldo, emocionado, fez uma crítica direcionada à 9ª Delegacia Territorial (DT/Boca do Rio), durante a manifestação que pedia paz no local.


‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

NE-Sem fome
-->