Header Ads Widget

Via1

Falsa advogada e professora de direito, Cátia Raulino chega a Salvador e passa por exame de corpo de delito





Presa no último dia 24 de março, em Florianópolis, a falsa jurista Cátia Regina Raulino já está em Salvador. Ela chegou à capital baiana por volta das 11h20 da manhã desta quinta-feira (1/4), e seguiu direto para o Departamento de Polícia Técnica. 

Lá, passou por exames de corpo de delito. Cátia Raulino é investigada por exercício ilegal da profissão e por plagiar trabalhos de alunos em Salvador. Ela foi indiciada pelos crimes de estelionato, falsificação de documento público e falsidade ideológica.

RELEMBRE O CASO

A falsa advogada passou a ser investigada em agosto de 2020, após alunas do curso de Direito da Faculdade Ruy Barbosa, onde ela era professora, a terem denunciado por plágio. Cátia tinha 180 mil seguidores nas redes sociais e vendia cursos na área tributária.

Ela ostentava um currículo com extensas qualificações, como Pós-Doutorado em Direito Público na Universidade Federal de Pernambuco, Doutorado em Administração Pública na Universidade Federal da Bahia, Mestrado em Direito Público na Universidade Federal de Santa Catarina, Especialista em Gerenciamento de Projetos (PMI), Especialista em Direito Eletrônico, Bacharel em Direito, Bacharel em Administração Pública.

Nenhuma das universidades citadas por ela a reconhecem como estudante. A mulher chegou a apresentar documentos na 9ª DT, porém nenhum continha comprovação das graduações e títulos que afirmava ter.


Crédito da Foto: Dinho Junior / TV Aratu

Postar um comentário

0 Comentários