Preso empresário suspeito de desviar R$ 12 milhões do fisco em Irecê - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é
PrefSSA

quinta-feira, abril 29, 2021

Preso empresário suspeito de desviar R$ 12 milhões do fisco em Irecê





O proprietário de empresas supermercadistas do município de Irecê, a 480 km de Salvador, foi preso na manhã desta quinta-feira (29/4), durante a operação "Marca-Passo". A Força-Tarefa de combate aos crimes contra a ordem tributária cumpriu ainda cinco mandados de busca e apreensão nos estabelecimentos comerciais do empresário.


O homem, que não teve a identidade divulgada por conta da Lei de Abuso de Autoridade, é acusado de sonegar cerca de R$ 12 milhões em impostos. Além disso, ele possui passagens na polícia pelos crimes de furto qualificado, formação de quadrilha e receptação - pelo qual cumpriu pena em regime fechado por oito meses.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), durante as buscas foram encontrados na residência do suspeito quatro armas sem registros, diversas munições e documentos.

"O resultado foi muito exitoso: conseguimos encontrar documentos que permitirão aprofundar a investigação. Além do mais, foi possível a localização de um importante armamento, sem o registro devido, razão pela qual o investigado será autuado em flagrante por posse ilegal dessas armas", relatou o diretor do Draco, José Alves Bezerra Júnior.

Já a delegada Nayara Brito, Núcleo Fiscal da Dececap, conta como o crime se baseava. "O investigado principal utilizou a estratégia de criar de forma sucessiva empresas com razões sociais diferentes em nome de terceiros, 'laranjas', mas com nomes fantasias e endereços similares, para manter a mesma clientela, o mesmo fundo de comércio, crédito com fornecedores, valor da marca e ponto comercial. Inclusive, o investigado principal e a esposa passaram a ser registrados como empregados dos estabelecimentos, sendo que são os verdadeiros proprietários".


‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.



Credito da foto:divulgação/SSP-BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

NE-Sem fome
-->