Moradores relatam lei de segurança imposta por traficantes no complexo do Nordeste de Amaralina, em Salvador onde homens foram mortos por furto de carne - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sexta-feira, maio 21, 2021

Moradores relatam lei de segurança imposta por traficantes no complexo do Nordeste de Amaralina, em Salvador onde homens foram mortos por furto de carne



Moradores afirmam que não se pode roubar para não atrair policiais e não é permitido acionar a delegacia, caso isso aconteça.


Moradores do Complexo de Amaralina, formado pelos bairros do Nordeste de Amaralina, Santa Cruz, Chapada do Rio Vermelho e Vale das Pedrinhas, revelaram detalhes de uma suposta lei de segurança imposta por traficantes na região. No local, não se pode roubar para não atrair policiais e não é permitido acionar a delegacia, caso isso aconteça.

Moradores contaram, em anonimato, como é o clima na região em que Yan e Bruno Barros foram mortos por traficantes após furtarem carne, no supermercado Atakarejo. Oito pessoas, entre funcionários do supermercado e traficantes, já foram presas por envolvimento no caso.

Os moradores se surpreenderam com o alto nível de crueldade da morte dos dois homens, mas não enxergam a punição por roubar como incomum. Os corpos de Bruno e Yan foram encontrados com sinais de tortura e tiros no porta-malas de um carro. Relembre caso no vídeo acima.

A prática de chamar os traficantes quando ocorre assalto em um comércio foi relatada ao G1, mas as consequências têm níveis diferentes.

Dentro dos bairros, apesar de ter essa lei de não furtar, há casos que não dão em nada. Até porque, acontece uma compreensão, eles deixam um aviso. Não batem, mas deixam um aviso de que vai ficar de olho, mas se fizer de novo...., 

contou uma moradora da região.

Fiquei surpresa, porque geralmente existe esse ato de conversar. Dependendo do que for, eles até batem, mas nada desse nível.

Outro morador citou a existência de uma lista e relatos na comunidade de outra possível punição: tiro na mão de quem furta objetos e estabelecimentos da região.

Falam que eles pegam a pessoa e colocam em uma lista. O cara começa a ser vigiado e se continuar roubando, eles batem, ameaçam de morte. Já ouvi relatos de pessoas que tomaram tiro na mão para pararem de roubar também,
 afirmou.

Os moradores relataram que o Complexo de Amaralina é comandado pela facção criminosa Comando da Paz, conhecido como "CP". A região tem 1,47 km² de área e compreende quatro bairros.



Fotos :::: Reprodução / G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->