Polícia localiza trio suspeito de participar de sequestro de comerciante; dois morreram em confronto - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sábado, maio 01, 2021

Polícia localiza trio suspeito de participar de sequestro de comerciante; dois morreram em confronto





Três homens suspeitos de participar do sequestro de um comerciante em Iraquara foram encontrados, nesta última quinta-feira (29/4), por equipes da 3ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Seabra) e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). A vítima sequestrada foi um homem de 72 anos, que foi levado de seu estabelecimento na noite de terça (27).

De acordo com a Polícia Civil, durante o sequestro, o grupo chegou a efetuar um disparo contra a companheira do idoso. O veículo usado pelos suspeitos se envolveu num acidente e foi abandonado pelo quarteto. Depois, outro automóvel foi usado para deixar a vítima e os sequestradores no cativeiro. O suspeito capturado pela polícia foi localizado com o veículo.

Ele indicou aos policiais o local do cativeiro, um imóvel abandonado numa região rural, localizada na divisa entre os municípios de Iraquara e Souto Soares. Equipes da Coordenação de Operações Especiais (COE) participaram das negociações e do resgate. Segundo o coordenador da 13º Coorpin/Seabra, delegado Marcus Alessandro de Oliveira Araújo, a equipe de policiais teria sido recebida a tiros pelos sequestradores.

No confronto, dois deles foram baleados e não resistiram aos ferimentos. No local, foram encontradas armas, drogas, balanças, munições, três celulares e embalagens para acondicionar entorpecentes.

"Os suspeitos presos devem responder pelos crimes de extorsão mediante sequestro e tentativa de homicídio. A vítima foi liberada em perfeito estado de saúde", explicou o delegado do Draco de Vitoria da Conquista, Elvander Rodrigues Miranda.



‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.



Credito da foto: divulgação/Polícia Civil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->