Avô que estuprou a neta de apenas seis anos na Bahia é preso; ele também abusou da própria filha - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sexta-feira, julho 23, 2021

Avô que estuprou a neta de apenas seis anos na Bahia é preso; ele também abusou da própria filha






Um homem suspeito de estuprar a própria neta, de apenas seis anos, foi preso nesta quinta-feira (22/7), no município baiano de Nazaré, a cerca de 80 quilômetros de Salvador. O abusador, de 43 anos, vinha sendo investigado pela Delegacia Territorial (DT) da cidade, após denúncia.


As apurações indicam que o homem também já havia estuprado a filha, quando ela era adolescente. No caso da neta, ele fazia constantes ameaças para que a menina não revelasse os abusos.

Para elucidar o crime cometido pelo avô da vítima, foi disponibilizado o atendimento de um profissional, que realizou uma escuta especializada e coletou as informações pertinentes à apuração. O caso também teve o acompanhamento do Conselho Tutelar, que encaminhou a criança para uma rede de apoio.

O homem deve responder por estupro de vulnerável e poderá ser condenado a uma pena de até 15 anos de reclusão.

SINAIS

Conforme o delegado Adilson Freitas, responsável pela investigação do caso, é importante que todos estejam atentos aos sinais apresentados pelas crianças, como mudança de comportamento diante de uma determinada pessoa. “Aqueles que convivem com a criança precisam perceber as atitudes delas e dialogar, para identificar as situações de abuso”, comentou.

A polícia também destaca a importância da denúncia. “A Polícia Civil da Bahia dispõe de canais, como o 181, em que as pessoas podem denunciar anonimamente. Além disso, crimes como esse podem ser registrados em qualquer unidade territorial”, informou o delegado.



‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.


Credito da foto :::: Reprodução da Internet / Invocação do Mal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->