Com dois gols de dois minutos, Bahia vence Chapecoense - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

domingo, julho 04, 2021

Com dois gols de dois minutos, Bahia vence Chapecoense




Equipe catarinense, que segue na lanterna, ainda teve um gol anulado.


Seguindo na briga do Brasileirão, o Bahia recebeu a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó, neste domingo, 4. Dessa forma, pela 9ª rodada da competição, os baianos conseguiram garantir a vitória por 2 a 0, com os gols sendo marcados em dois minutos.

Dessa maneira, depois da vitória, o Bahia se concentra para receber o Juventude, em casa, na quarta-feira, 7. Enquanto isso, tentando fugir da zona de rebaixamento, a Chape encara o Corinthians, na quinta-feira, 8, na Arena Condá, em Chapecó.

Começo truncado

Com as duas equipes bastantes equilibradas, a etapa começou truncada e sem chances de perigo. Aos 4, Jonas carimbou na trave da Chapecoense, sendo a primeira oportunidade de perigo do duelo. Dessa forma, a Chape começou a explorar mais os contra-ataques. Enquanto isso, o Bahia tentava abrir espaços, mas parava na defesa catarinense.

Aos 18, os baianos conseguiram assustar com Rodriguinho, que encontrou Thonny Anderson. Ao tentar encontrar a chance de finalizar, Maycon Douglas mandou no vazio, deixando a bola com os adversários. Como resposta, Ravanelli cobrou falta de longe, mas mandou apenas para a área.

Chape mais presente

Com a Chapecoense mais presente no campo de ataque, a partida ficou ainda mais truncada. Contudo, foi o Bahia quem teve a melhor chance. Aos 28, Maycon Douglas foi lançado por Daniel, se livrando da marcação. O atacante bateu para o gol. João Paulo defendeu.

João Paulo providencial

O Tricolor apareceu com Rodriguinho, que mandou para o gol. João Paulo novamente ficou com a bola. Na sequência, aos 37, Nino Paraíba recebeu na direita e cruzou de longe. O goleiro da Chape ficou com a bola. Na sequência, Daniel bateu de longe para a defesa de João Paulo. Maycon Douglas e Thonny Anderson tiveram oportunidades antes da etapa finalizar, mas não conseguiram balançar as redes. Ao final, nos 47, Rodriguinho mandou de canhota, mas João Paulo fez a defesa.

45 minutos por 90

Na volta do intervalo, o Bahia voltou mais aberto e conseguiu ter maior poder ofensivo. Enquanto isso, a Chapecoense não ficou para trás e também foi atrás do gol. Os catarinenses tiveram uma boa chance aos 16. O time subiu em velocidade, e Fabinho recebeu cruzamento na área. Contudo, o atacante finalizou mal e perdeu uma grande oportunidade.

Entrando para mudar…

A resposta não demorou para vir. Aos 21, Gilberto, que tinha acabado de entrar, aproveitou uma falta de Darlan para ajeitar na entrada da área e bater para o gol, mandando para o fundo das redes. Com sete tentos, o jogador é o artilheiro do campeonato até o momento.

Na sequência, após dois minutos, Thaciano trabalhou com Nino, que cruzou buscando Gilberto. O atacante tentou o cabeceio, mas passou direto. Assim, a bola sobrou para Rodriguinho, que mandou para o gol, sem chances para João Paulo. 2 a 0.

Correndo atrás do prejuízo!

Atrás no placar, a Chapecoense ficou totalmente ofensiva, buscando diminuir a vantagem baiana. Não demorou para conseguir o tento. Aos 31, após cobrança de falta da intermediária, ninguém chutou, mas a defesa do Bahia não afastou. Perotti ficou com a sobra e mandou para o fundo do gol.

Contudo, a árbitra Edina Alves Batista foi chamada pelo VAR. Após análise, sinalizou impedimento no lance, que teve interferência do adversário. O gol foi anulado, seguindo no 2 a 0. Sem outros lances de perigo, a partida se encerrou com o triunfo baiano.



Foto: Tarla Wolski / Futura Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->