🚓 Senador Otto Alencar é denunciado como “falso médico ortopedista” no Conselho Federal de Medicina 🚓 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quarta-feira, julho 07, 2021

🚓 Senador Otto Alencar é denunciado como “falso médico ortopedista” no Conselho Federal de Medicina 🚓






O senador Otto Alencar (PSD-BA), membro da CPI da Covid-19 no Senado Federal, foi denunciado pelo Conselho Federal de Medicina por não ter o registro profissional como Ortopedista.

A representação impetrada pelo conselho faz gravíssimas acusações, inclusive de exercício ilegal da medicina, quando se declara “ortopedista”, sem qualquer registro profissional.

“Durante o seu questionamento/inquirição, o Dr. Otto Roberto Mendonça de Alencar, CRM-BA 3055, médico sem especialidade registrada no CRM-BA e que se anunciou publicamente como ortopedista, valendo-se de sua posição como membro da CPI da COVID-19 com formação em medicina e como se estivesse a discutir ciência, formulou questões grosseiras de Medicina (por exemplo, diferença entre protozoário e vírus), e de forma aparentemente rude, à médica Nise Hitomi Yamaguchi (CRM-SP 48492), com RQE 44.476 em Oncologia Clínica. É perceptível a aparente intenção de desqualificar o conhecimento técnico da médica (mestre e doutora em medicina), como consta do link https://youtu.be/NHpZA7n3yic no canal da TV Senado no YouTube. O link, entre o intervalo de tempo de 5:23:34 e 5:54:22, contém os fatos a serem devidamente apurados para verificação de eventuais infrações éticas pelo Dr. Otto Roberto Mendonça de Alencar, CRM-BA 3055″, 

diz o documento do Conselho Federal.

“Em sua condição como médico, regularmente inscrito no Conselho Regional de Medicina da Bahia, o Dr. Otto Roberto Mendonça de Alencar, CRM-BA 3055, supostamente desobedeceu as normas éticas preconizadas para o exercício da profissão no Brasil, a merecer a devida apuração em sindicância no Conselho Regional de Medicina da Bahia, para o qual desde já pedimos também sua atenção no encaminhamento da presente petição de instauração de sindicância para apuração da verdade material de fatos de conhecimento público”, 

acrescenta o documento.



Foto ::: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->