No início do 2º turno, Vitória recebe Guarani e tenta reagir na Série B - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sábado, agosto 21, 2021

No início do 2º turno, Vitória recebe Guarani e tenta reagir na Série B



O Vitória vai ter o Guarani pela frente, neste sábado, 21, na 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida marca o início do segundo turno da competição nacional, e o Rubro-Negro quer fazer da mudança simbólica algo mais literal. O time precisa de um novo comportamento, e sobretudo novos (e melhores) resultados para sobreviver na luta contra o rebaixamento. O jogo contra o Bugre acontece no Barradão, e está marcado para as 16h30.


Há pouco menos de três meses, os dois times empataram em 1 a 1, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Naquela altura, o discurso na Toca do Leão era pautado em voltar para a Primeira Divisão, uma missão bem diferente da atual, que consiste em evitar a queda para a Série C do Brasileiro.

“Não podemos mais oscilar”, alerta o lateral esquerdo Roberto. “É o segundo turno já. Estamos nos momentos finais para ver o que vai acontecer no campeonato”, completa o jogador, que falou em entrevista coletiva, na sexta-feira, na Toca do Leão.

Além de ter um novo objetivo no segundo turno, o Vitória tem também um novo treinador para essa fase de recomeço. Wagner Lopes foi anunciado como técnico há menos de dez dias e vai comandar o time apenas pela terceira vez. Ele já é a terceira aposta do clube na Segunda Divisão, e a diretoria rubro-negra sabe que não tem mais margem para erro. O atual treinador é a última chance de recomeço na temporada.

Dentro de campo, o fator novo é Marcinho, atacante que tem sido destaque nas últimas rodadas e vai vestir vermelho e preto pela quinta vez. Ele foi titular nos últimos quatro jogos, sofreu um pênalti no empate com o Cruzeiro e marcou um gol no empate com o CRB. O fôlego novo no setor ofensivo pode ser fundamental para a reação na tabela.

Reagir, aliás, é a palavra de ordem na Toca do Leão. O Vitória não vence há seis rodadas e precisa começar a somar mais pontos por jogo para não se afundar na zona de rebaixamento. Apesar de estar ‘só’ três pontos atrás da primeira equipe fora do Z-4, o Leão precisa de mais de uma rodada para deixar o grupo da degola porque tem dois triunfos a menos, e o número de vitórias é o primeiro critério de desempate.

Ou seja, mesmo que faça as pazes com o triunfo e recomece na Série B com o pé direito, o Rubro-Negro vai seguir filiado ao grupo dos quatro últimos colocados. Essa é a herança negativa das primeiras 19 rodadas, nas quais o time venceu apenas duas vezes na competição nacional. No mais, foram sete derrotas e dez empates.

“O segundo turno será o segundo turno das nossas vidas. Temos que focar ao máximo para conquistar vitórias e sair o mais rápido possível dessa situação”, projetou Roberto.

Mesmo que não consiga sair da zona neste sábado, o Vitória sabe que começar bem o segundo turno é fundamental para encerrar a sequência negativa e começar a criar um ambiente mais tranquilo. O triunfo também pode passar mais confiança para Wagner Lopes, que estreou como técnico há duas rodadas e ainda busca vencer pela primeira vez.

Quem joga

Wagner Lopes não vai contar com Raul Prata. O lateral direito foi preservado a pedido de departamento médico. Van e Cedric disputam a vaga no time inicial. Outro desfalque confirmado é Vico, que sofreu nova lesão na coxa. Ele já tinha ficado fora de ação por quatro meses, e há cerca de 15 dias entrou em campo por apenas 17 minutos contra o Vasco.

A boa notícia para o treinador é o retorno de Pablo Siles, volante que vai ficar à disposição enquanto não define a transferência para o Athletico-PR. Também entram na lista de Wagner Lopes o meio-campista recém-contratado Sérgio Mota e o atacante Ronan. Esses dois, no entanto, devem começar como opção no banco de reservas.



Foto: Pietro Carpi | EC Vitória

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->