Secretário da Saúde da Bahia 'perde a linha' e xinga chef de restaurante após não ser atendido; "Vagabunda" - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

terça-feira, agosto 03, 2021

Secretário da Saúde da Bahia 'perde a linha' e xinga chef de restaurante após não ser atendido; "Vagabunda"




O secretário da Saúde da Bahia (Sesab), Fábio Vilas-Boas, envolveu-se em uma confusão com a chef Angeluci Figueiredo, do Restaurante da Preta, localizado na Ilha dos Frades, Região Metropolitana de Salvador (RMS). Em uma conversa do WhatsApp, o secretário chama a mulher de "vagabunda", após ter a reserva no restaurante cancelada.

Veja abaixo:


Após a divulgação da conversa, Angeluci se pronunciou sobre o assunto, por meio de nota, afirmando que o cancelamento da reserva se deu por conta de condições climáticas.

"Como é de conhecimento público, a Capitania dos Portos, em virtude da instabilidade do tempo, das condições climáticas e das variações do vento e da navegabilidade na Baía de Todos os Santos, recomendou a restrição de navegação em todo o entorno, incluindo, claro, a Ilha dos Frades, onde funciona o restaurantes. Em virtude dessa decisão, o restaurante foi fechado, já que não haveria como os clientes das reservas chegarem à ilha e até mesmo como os funcionários se deslocarem em pequenas embarcações até o restaurante. O fechamento do restaurante e o cancelamento do atendimento, embora antes de tudo gere prejuízos econômicos para mim e toda a minha equipe, foi determinado pelas circunstâncias climáticas, não por um gesto irresponsável meu ou de alguém ligado a mim", 

diz trecho do comunicado.

A chef também pede par que o secretário "reflita" sobre a "gravidade" e "injustiça" do tratamento dado a ela. 

"Pergunto-lhe: o que autoriza uma autoridade, no exercício de uma função pública das mais relevantes do estado - a de secretário de Saúde do Estado da Bahia, e durante uma pandemia, o que torna a sua função sinhá mais responsável - chamar uma mulher de VAGABUNDA? O senhor admite algum senso de possibilidade de razoabilidade no seu gesto, no uso dessas palavras? E como se fosse insuficiente essa ofensa, o senhor me ameaça, de queixar-se a empresários e de me expor nos meios de comunicação, secretário",

afirma. Em um dos pontos do comunicado, Angeluci chega a chamar Vilas-Boas de "misógino".

"Vou reiterar a misoginia: o senhor chamaria de vagabundo um homem branco, dono de um restaurante, pelo fato de esse homem ter sido impedido de lhe atender num domingo de chuvas e ventos fortes? Fiquemos por aqui. O senhor sabe que não sou vagabunda, não sou irresponsável, não vivo de mesada de quem quer que seja e que, diferentemente do que o senhor me escreveu, eu preciso trabalhar", complementa.

Com a repercussão do caso, Vilas-Boas usou seu perfil no Twitter para pedir desculpas à mulher. "Por mais cuidadosos que sejamos, ao longo da vida cometemos erros que podem atingir as pessoas. Peço, portanto, desculpas à empresária e artista da gastronomia baiana, a Chef Angeluci Figueiredo, pelos comentários inadequados no último domingo (1), em circunstâncias injustificáveis, enviados por mensagem privada. Tendo reservado um almoço especial com os familiares e amigos do exterior com a devida antecedência de 48h, uma enorme frustração momentânea me levou, tomado de emoção, a dizer o que disse", escreveu, na mensagem.

Em outro tuíte, o secretário diz que "pautou sua vida na verdade". "Conto com o perdão de todos que se sentiram ofendidos, pois sempre pautei minha vida na verdade, honestidade e acolhimento", finalizou.






‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.


Foto ::: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->