ASSASSINATO E IMPUNIDADE 🚓 Família de jovem que morreu atropelada por motorista embriagado cobra justiça, dois anos após caso: 'Processo parado'👎🚓 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quarta-feira, setembro 08, 2021

ASSASSINATO E IMPUNIDADE 🚓 Família de jovem que morreu atropelada por motorista embriagado cobra justiça, dois anos após caso: 'Processo parado'👎🚓


Acidente ocorreu em 7 de setembro de 2019, em Vitória da Conquista. Motorista Fernando Otávio Lemos Cardoso ficou preso por 28 dias, mas posteriormente foi liberado e responde em liberdade.


A família da jovem Raissa Alves Ferreira, que morreu após ser atropelada por um motorista embriagado em Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, em 7 de setembro de 2019, relata que o processo do caso está parado e cobra justiça.

Raissa tinha 18 anos e voltava andando de uma festa, com o namorado, quando um carro descontrolado a atingiu. O motorista, Fernando Otávio Lemos Cardoso, foi submetido ao teste do bafômetro, que constatou que ele estava embriagado. Ele ficou preso por por 28 dias, mas posteriormente foi liberado e responde em liberdade.

A mãe de Raissa, Vanúzia Nascimento, cobra justiça pela filha e relata que, após dois anos, o caso segue aberto.

"Dois anos muitos difíceis. Além da família, que está sofrendo muito pela perda dela, ainda temos que conviver com a injustiça. O processo parado, não andou nada ainda. Então, são sentimentos muitos difíceis para mim e para a família toda", fala.

Na tarde de terça-feira (7), a familiares e amigos da jovem realizaram uma manifestação. No local onde ocorreu o atropelamento, eles exibiram cartazes pedindo justiça e flores para homenagear Raissa.

"Que minha filha seja mais uma. Para não deixar que o caso caia no esquecimento, a gente sempre procura fazer uma manifestação, pra mostrar que nós queremos justiça, que a gente espera que a justiça seja feita", diz Vanúzia.

Caso

Jovem de 18 anos morre após ser atropelada por motorista embriagado — Foto: Reprodução/BMD



Fernando Otávio Lemos Cardoso foi preso em flagrante, à época do atropelamento. De acordo com a Polícia Civil, ele foi submetido ao teste do bafômetro, que constatou que ele estava embriagado.

O acidente ocorreu por volta das 23h, entre a Avenida Olivia Flores e a Rua Rio de Contas. Raissa Alves Ferreira atravessava a pista com outras pessoas, quando foi atingida pelo carro. A jovem morreu no local. As outras pessoas não ficaram feridas.

Conforme a polícia, tanto o grupo que atravessava a pista quanto o motorista do carro saíam da mesma festa, que havia acabado de ser realizada na região. O homem chegou a ser levado para uma unidade de saúde da cidade, mas recusou receber atendimento.

Após perícia, o corpo da garota foi levado para o Instituto Médico Legal de Vitória da Conquista. Ela foi sepultada em 9 de setembro de 2019.

Já o condutor do carro foi encaminhado para o Conjunto Penal de Vitória da Conquista. Ele permaneceu 28 dias presos e depois foi liberado para responder ao processo em liberdade.

Fotos: Reprodução / e TV Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->