Esquema de corrupção milionário em Lauro de Freitas 🤮 Denúncias na secretaria da Saúde envolvem até empresa de prefeito; prefeitura é administrada pelo PT há 8 anos - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quinta-feira, setembro 02, 2021

Esquema de corrupção milionário em Lauro de Freitas 🤮 Denúncias na secretaria da Saúde envolvem até empresa de prefeito; prefeitura é administrada pelo PT há 8 anos




Uma denúncia anônima sustenta a existência de um esquema de corrupção de "proporções inimagináveis acontecendo dentro da Secretaria de Saúde" de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. 


A acusação foi publicada no site Denúncia Bahia, que ostenta apenas uma reportagem, com documentos e fatos apontados por um suposto servidor da pasta. Por conta do teor, a prefeita Moema Gramacho (PT) mandou, via Diário Oficial, averiguar, preliminarmente, se o conteúdo é plausível. O documento foi assinado pela gestora no último dia 26 de agosto.


O primeiro alvo da denúncia é a empresa GGC Medicamentos. De acordo com a publicação, o grupo recebeu pouco mais de R$ 413 mil entre os meses de maio e agosto para entregar medicamentos à gestão da Secretaria da Saúde, mas o recebimento teria sido fraudado por um dos funcionários da pasta. De acordo com o Portal da Transparência de Lauro de Freitas, a GGC angariou R$ 99.887 mil em maio; R$ 57.407 mil no mês seguinte e R$ 80.870 em julho. Foi em agosto, porém, seu contrato de maior valor: R$ 175.843 mil recebidos da secretaria.

A GGC tem dois sócios: Charlton dos Santos Costa, que tem 5% da empresa, e Ana Angélica Gonçalves Gomes Soares, que possui os outros 95%. A publicação do Denúncia Bahia revela que Ana é irmã de Presídio Gonçalves Gomes Filho - sócio da GGC até 2018.

Advogado - gestor em educação, licitação e contratos -, contador e corretor, Presídio esteve presente em várias gestões da Prefeitura: foi secretário da Saúde nos anos de 1997 a 2000 e 2013 a 2016. No governo de Márcio Paiva, Presídio foi ainda Coordenador Executivo. De acordo com a reportagem, o advogado opera o esquema com o conhecimento do atual secretário, o vereador licenciado Augusto César (PP).




OUTROS PONTOS

A denúncia prossegue apontando outros esquemas supostamente existentes dentro da Secretaria da Saúde. Um deles relata que a gestora de RH da pasta se utiliza do cargo para, "junto com o atual secretário, contratar pessoas, que na verdade ou não aparecem para trabalhar (funcionários fantasmas), ou aparecem apenas para bater o ponto e irem embora". Um esquema de "rachadinha" também estaria ocorrendo com a nova servidora.

Além disso, vem à tona a celebração de contrato da Prefeitura de Lauro de Freitas com uma empresa que possui como sócio o prefeito de Itanagra, Marcus Gustavo Sarmento, também do Partido Progressista. De acordo com a reportagem, a M2L Construções recebeu, via dispensa de licitação, pouco mais de R$ 1 milhão para reformas em prédios públicos de Lauro de Freitas após a antiga empreiteira ter o contrato encerrado.

O QUE DIZEM OS APONTADOS

A Prefeitura de Lauro de Freitas se pronunciou primeiro por meio do Diário Oficial, dizendo que pretende "garantir a lisura e transparência características da gestão". "Uma vez confirmado o conteúdo da denúncia, ou parte dele, instaurar sindicância para apurar o constante da denúncia. Determina ainda que o secretário da Saúde garanta acesso a todas as informações necessárias ao trabalho da comissão constituída".

A assessoria de imprensa da gestão municipal foi procurada pela reportagem do Aratu On e teve mais de 24 horas para responder aos questionamentos, porém não tinha dado mais esclarecimentos até a publicação desta reportagem. Mesmo tempo também foi dado à GGC Medicamentos, mas o contato via e-mail não foi respondido pela empresa.

A reportagem do Aratu On também tentou contato com o ex-secretário Presídio Gonçalves e com o prefeito de Itanagra, Marcus Gustavo. Ambos, porém, não atenderam as ligações.



‌Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuon.com.br/aovivo. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.



Foto ::: Reprodução 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->