Mulher é libertada após ser feita refém por cantor sertanejo no bairro de Sussuarana, em Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

segunda-feira, setembro 20, 2021

Mulher é libertada após ser feita refém por cantor sertanejo no bairro de Sussuarana, em Salvador


Homem era ex-companheiro da vítima e já havia agredido a mulher anteriormente. Negociações duraram mais de três horas, e mulher saiu com ferimentos leves.


A mulher que foi feita refém pelo ex-companheiro na manhã desta segunda-feira (20) em Salvador, foi libertada depois de ficar mais de três horas sob poder do suspeito. O caso aconteceu no bairro de Sussuarana, depois do homem, identificado como João Lima, invadir o imóvel durante a madrugada.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atenderam a vítima logo após ela sair do imóvel, e constataram que ela teve apenas ferimentos leves. O suspeito foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Ele chegou a exigir o pagamento de R$ 8 mil e a presença de um advogado para que pudesse libertar a mulher, e fez ameaças pedindo que policiais não se envolvessem na negociação. A mãe da vítima, inclusive, informou que ele tinha dívida com agiotas e costumava extrair dinheiro da família.

Policiais da 49ª CIPM, que atende o bairro de Sussuarana, e agentes do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) conseguiram convencer o suspeito a se entregar e a mulher foi libertada sem gravidade.

Invasão e cárcere privado

De acordo com testemunhas, o caso teve início durante a madrugada desta segunda-feira (20), quando João Lima invadiu a casa da ex-companheira. Segundo a SSP, a mãe da mulher foi até a sede da 48ª Companha Independente da Polícia Militar, responsável pela segurança no bairro, e informou a ocorrência, no início da manhã.

Conforme Maria Ilza, mãe da vítima, o homem estava em São Paulo e deixou a mulher em Salvador com dois filhos. De volta à capital baiana, a encontrou com um novo companheiro e não aceitou.

Suspeito é um músico, identificado como João Lima — Foto: Reprodução/Redes Sociais


Maria Ilza, mãe da vítima, disse que o suspeito costumava extrair dinheiro da família, além de ter dívidas com agiota. Segundo ela, o homem pede o pagamento da quantia e um advogado para que a mulher seja liberada.

"Estou muito nervosa! Está querendo que eu dê R$ 8 mil e um advogado. Onde que eu vou arrumar R$ 8 mil e advogado? Ele já levou dinheiro de agiota, já levou muito dinheiro da minha mãe, eu não tenho mais de onde tirar. Onde é que eu vou conseguir mais R$ 8 mil agora?", disse.

Ainda segundo informações de testemunhas, João Lima já havia agredido a vítima anteriormente, furando a mulher com uma garrafa de vidro. A mãe também acrescentou que a filha era agredida e ameaçada constantemente pelo ex.



Fotos :::: Reprodução / Policia Civil / Redes Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->