Morre DJ que foi espancado e baleado com nove tiros enquanto trabalhava em bar de Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sábado, novembro 13, 2021

Morre DJ que foi espancado e baleado com nove tiros enquanto trabalhava em bar de Salvador



Caso ocorreu no último domingo (7). Vítima estava internada no Hospital do Subúrbio e faleceu na sexta-feira (12).


O DJ que foi espancado e baleado enquanto trabalhava em um bar no bairro de São Cristóvão, em Salvador, morreu na noite de sexta-feira (12). Herbert Yitzhak de Almeida Brandão tinha 22 anos e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Subúrbio, mas não resistiu aos ferimentos.

O crime ocorreu na madrugada de domingo (7) e é investigado pela Polícia Civil. Até o momento, nenhum suspeito foi preso e a motivação do crime ainda é desconhecida.

Testemunhas contaram que Herbert estava trabalhando no Jota Bar + Petiscaria, que fica na rua Professor Paulo Filho, quando um homem encapuzado entrou no local e o retirou do estabelecimento. Em seguida, tirou a roupa do DJ e o espancou.

Após as agressões, a vítima foi baleada. Nove disparos de arma de fogo atingiram braços e tórax, além de perfurar o pulmão do jovem. Testemunhas disseram que o contratante não deu auxílio ao jovem, apenas fechou o bar e foi embora. O socorro foi prestado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), acionado por populares.

Inicialmente, Herbert foi socorrido para o Hospital Geral Menandro de Faria (HGMF), em Lauro de Freitas, cidade vizinha a Salvador. A unidade de saúde fica a cerca de 10 km do bairro de São Cristóvão, onde ocorreu o crime.

Depois, por causa da gravidade dos ferimentos, ele foi transferido para o Hospital do Subúrbio, na capital, onde faleceu. Uma campanha foi iniciada nas redes sociais para doação de sangue, já que o quadro era delicado e inspirava cuidados.


Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->