💦ESTÃO ABERTAS INSCRIÇÕES PARA CURSO SOBRE ÁGUA VOLTADO PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA - Observador Independente

BAHIA

13 de marzo de 2018

💦ESTÃO ABERTAS INSCRIÇÕES PARA CURSO SOBRE ÁGUA VOLTADO PARA PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Até 25 de março, estarão abertas as inscrições para o curso Água como Elemento Interdisciplinar do Ensino nas Escolas, o qual é voltado para professores da educação básica, que engloba a educação infantil, o ensino fundamental e o ensino médio. 

Também podem participar profissionais que atuem com ensino em espaços não formais – como museus, centros de ciências e jardins botânicos – e demais formadores de opinião que atuem em processos de formação de jovens e adultos. 

Com carga de 80 horas, a capacitação é gratuita e acontece na modalidade de educação a distância (EaD) de 30 de março a 29 de julho.

Este curso possui cinco módulos, sendo o primeiro deles sobre Água: Consumo Sustentável e seus Usos Múltiplos. Na sequência, os alunos aprendem sobre a Situação dos Recursos Hídricos no Brasil, Todos Juntos pela Água e Casos de Sucesso no Cuidado com a Água. No fim, os participantes devem responder às perguntas do módulo de avaliação para que possam obter o certificado. No decorrer de toda a capacitação, haverá tutores para auxiliar os alunos.

O curso é realizado pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC/USP) no contexto do Programa de Pós-Graduação em Rede Nacional para o Ensino das Ciências Ambientais (PROFCIAMB), que recebeu um aporte de R$ 2,84 milhões da Agência Nacional de Águas (ANA) para o funcionamento da ação sobre o tema água em bases interdisciplinares nas escolas. Os mestrandos do PROFCIAMB serão os tutores.

A capacitação também será oferecida por outras sete instituições de ensino superior: Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS/BA), Universidade Estadual de Maringá (UEM/PR) Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade Federal do Pará (UFPA) e Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Mais informações sobre o curso podem ser obtidas através do e-mail tiprofciamb@usp.br.

Aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) em 2015, o PROFCIAMB deu início a suas atividades no ano seguinte tendo como foco professores da rede de ensino básico em todo o País. Inicialmente oito universidades oferecem o mestrado: USP (coordenadora da rede), UEFS, UEM, UFAM, UFPA, UFPE, UFPR e UFS. A meta é formar pelo menos 150 mestres na temática do ensino sobre água e ciências ambientais entre 2016 e 2020. Neste contexto, a ANA investiu R$ 2,84 milhões na ação. Segundo a Lei nº 9.984/2000, que criou a Agência, cabe à instituição estimular a pesquisa e a capacitação de recursos humanos para a gestão de recursos hídricos.

O PROFCIAMB busca possibilitar a formação continuada de professores da educação básica em nível de mestrado profissional, sendo uma ponte de integração das universidades com as escolas de educação básica. O objetivo é possibilitar que temas de pesquisas na temática das ciências ambientais alcancem as redes municipais, estaduais e escolas técnicas federais, chegando aos alunos de tais instituições. Assim, busca-se contribuir para produção, difusão e aplicação de conhecimentos didáticos e metodológicos relacionadas às questões socioambientais.

Ascom Agência Nacional das Águas

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas