SALVADOR @ Com medo de roubo de veículos, soteropolitanos vivem em pânico e seguros ficam mais caros - Observador Independente

BAHIA

16 de marzo de 2018

SALVADOR @ Com medo de roubo de veículos, soteropolitanos vivem em pânico e seguros ficam mais caros

SSP-BA nega que índice de roubo de carro tenha aumentado em Salvador / Foto: Marco Correia/Varela Notícias


Quando a psicoterapeuta Vera Mendes teve o carro roubado, o dia estava claro e a rua estava lotada de pessoas. Era por volta das 13h30 de um dia de sábado. Vera estava na fila de um estacionamento da praia de Patamares, em Salvador, quando foi abordada por um homem armado.

“A praia estava lotada, mas ninguém fez nada. Ele pediu o carro, o celular e levou tudo”, conta.

Oito dias depois, a polícia encontrou o carro amassado e batido, próximo ao antigo supermercado Bompreço do bairro de São Caetano. “Levamos o veículo na oficina para fazer o reparo, mais o carro nunca mais foi o mesmo”, lembra.

Apesar da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) afirmar que o número de roubo de veículos diminuiu na capital baiana, comparando os primeiros meses do ano de 2017 com os de 2018, o preço dos seguros de automóveis vem aumentando em Salvador. A reportagem do Varela Notícias entrou em contato com a assessoria da SSP-BA, mas, até o fechamento desta matéria, eles não divulgaram os números que comprovam o índice de redução.

Para o presidente do Sindicato dos Corretores de Seguro da Bahia (Sincor-BA), Wanderson Nascimento, esse é um tema preocupante na capital baiana.

“Não tenho como dizer com precisão se o número do roubo de veículos diminuiu, só quem pode dizer isso é a polícia, mas se os preços dos seguros não baixam, significa que não há resultado positivo”, diz.

Segundo ele, os bairros com maior índice de roubo de veículos são Pituba, Caminho das Árvores e Stella Maris, todos em áreas nobres de Salvador. “O importante é não reagir e se manter tranquilo. Não existe diálogo com o ladrão. O seguro dá certeza que terá o patrimônio recomposto. Você não precisa nem contar até dez para ter um carro novo”, afirma.
Foto: Marco Correia/Varela Notícias

A Polícia Militar (PM) alerta para alguns comportamentos que o condutor deve evitar para minimizar os riscos de roubo do veículo. Segundo a PM, quando estiver em deslocamento, o motorista deve observar a aproximação ou manobras de veículos suspeitos.

Não usar celular dentro do veículo, além de se distrair, pode deixar que o condutor se torne um alvo fácil. “Nunca fique no interior do veículo enquanto estiver estacionado, principalmente manuseando o telefone ou retocando a maquiagem”, alerta a PM.

Outro conselho, segundo a polícia, é evitar lugares escuros e com pouca movimentação de pessoas. “Ao levar ou buscar alguém em determinado local, é bom certificar que não haverá necessidade de ficar aguardando dentro do veículo parado, a fim de evitar se tornar alvo de ações criminosas”.

A polícia diz, ainda, que é necessário observar sempre quando tiver em baixa velocidade e for parar em um semáforo. As faixas centrais e o estacionamento distante dos veículos para ter espaço e tempo para acelerar se acontecer algo suspeito são recomendáveis.

“Caso perceba o perigo, não faça movimentos bruscos, não acelere e mantenha a calma”, diz a PM.

O condutor que for furtado ou roubado deve ligar imediatamente para o 190, registrar queixa na Delegacia​de Furtos e Roubos de Veículos e acionar o seguro.

varelanotícias
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas