SALVADOR ⛑️ Estado garante recursos para cirurgias eletivas em Mutuípe - Observador Independente

BAHIA

14 de marzo de 2018

SALVADOR ⛑️ Estado garante recursos para cirurgias eletivas em Mutuípe

O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, se reuniu com dirigentes do Hospital Clélia Rebouças de Mutuípe / Foto: Ascom/Sesab



O Hospital Clélia Rebouças, unidade filantrópica instalada no município de Mutuípe, no centro sul da Bahia, passará a realizar cerca de 100 cirurgias eletivas por mês, graças a um contrato firmado com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). 

Serão procedimentos como histerectomia, vasectomia, laqueadura, cirurgias de hérnia e de hemorroidas. O anúncio foi feito pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, em um encontro com dirigentes da unidade nesta segunda-feira (12). 

O contrato amplia a importância do hospital para toda a região, seguindo a readequação do seu perfil para complexidades maiores, deixando a baixa complexidade, como o atendimento ambulatorial de clínica médica, para ser oferecida pela secretaria municipal de saúde de Mutuípe, em suas unidades básicas de saúde. 

Vilas-Boas destaca que “o município de Mutuípe precisa estruturar e manter abertas as suas unidades básicas de saúde para garantir o atendimento de baixa complexidade, evitando a sobrecarga ao hospital de casos que podem ser resolvidos nas equipes de saúde da família”. 

Com a formalização do contrato, os procedimentos serão realizados no Hospital Clélia Rebouças com dia e hora marcados, a partir do Sistema Lista Única.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas