ANAGÉ @ PF deflagra operação para investigar desvio de verba - Observador Independente

BAHIA

3 de mayo de 2018

ANAGÉ @ PF deflagra operação para investigar desvio de verba

Mandados são cumpridos em Anagé, Tanhaçu e Vitória da Conquista




Uma operação da Polícia Federal foi deflagrada nesta quinta-feira, 3, para investigar o crime de desvio de recursos públicos destinados às áreas de educação e saúde na cidade de Anagé (a 540 km de Salvador). São cumpridos nove mandados de busca e apreensão e 16 de intimação nas cidades de Anagé, Tanhaçu e Vitória da Conquista.

De acordo com a PF, a investigação foi iniciada em 2015 após denúncia de vereadores de Anagé de que três falsas construtoras da região venceram oito licitações de obras de melhorias sanitárias, escolares e da área de saúde.

A investigação apontou que essas empresas serviam de "fachada" para simular uma falsa concorrência nas licitações. Inclusive, um processo chegou a ser suspenso, porque o vencedor não era uma das construtoras.

As empresas eram operadas por uma organização criminosa, que, entre 2013 e 2015, obteve contratos estimados em R$ 3.791.322,49. A Controladoria-Geral da União (CGU) apontou que houve superfaturamento nas obras, além de serviços que não foram entregues.

De acordo com a PF, os envolvidos vão responder pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, desvio de recursos públicos e fraude à licitação.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas