BRASÍLIA @ AGU recua e pede manutenção do auxílio-moradia a juízes e membros do MPF - Observador Independente

BAHIA

5 de mayo de 2018

BRASÍLIA @ AGU recua e pede manutenção do auxílio-moradia a juízes e membros do MPF

A mudança ocorreu de forma sigilosa, visto que a AGU é autora de pareceres contrários 
aos pagamentos / Foto : Reprodução





A Advocacia-Geral da União (AGU) voltou atrás e mudou de opinião sobre o pagamento de auxílio-moradia a juízes e membros do Ministério Público no Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo informações do jornal O Globo, o órgão propôs às categorias a manutenção dos benefícios com “caráter indenizatório”.

A mudança ocorreu de forma sigilosa, visto que a AGU é autora de pareceres contrários aos pagamentos. De acordo com o periódico, o repasse ficaria permitido mesmo na ausência de uma lei que o autorize, permanecendo amparado apenas em resoluções internas dos próprios órgãos. 

A proposta teria sido apresentada em caráter reservado pela Secretaria-Geral de Contencioso da AGU na última reunião da Câmara de Conciliação e Arbitragem da Administração Federal, onde os interessados tentam chegar a um acordo sobre o pagamento do auxílio-moradia.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas