JACOBINA @ Mãe de jovem estuprada em boate na BA diz que filha vive com medo e comenta soltura de suspeito: 'Absurdo' - Observador Independente

BAHIA

15 de mayo de 2018

JACOBINA @ Mãe de jovem estuprada em boate na BA diz que filha vive com medo e comenta soltura de suspeito: 'Absurdo'

Marcus Machado foi solto pela Justiça após ficar quatro meses preso. (Foto: Reprodução/TV Bahia)



A mãe da jovem de 18 anos que foi estuprada em uma boate da cidade de Jacobina, localizada na região norte da Bahia, conversou com o site, nesta segunda-feira (14), e disse que a filha ainda vive com medo, quase cinco meses após o crime. Ela também afirmou que considera um "absurdo" o suspeito, Marcus Rodrigues Machado, de 34 anos, ter sido solto pela Justiça depois de ficar 4 meses preso.

"Ela [a filha] ainda está passando por uma situação muito difícil. A cada dia que ela relembra o que aconteceu, é um sofrimento grande. Além disso, vive com medo", destacou a mãe da vítima, em conversa com por telefone. Ela preferiu não ser identificada.

Além do crime contra a jovem, Marcus também é suspeito de ter estuprado uma criança de oito anos de idade na cidade de Capim Grosso, também no norte do estado. Ele foi solto pela Justiça e irá responder aos processos em liberdade. Ambos os processos correm sob segredo de Justiça.

Ele recebeu o benefício do relaxamento da prisão preventiva após uma audiência ocorrida na última quinta-feira (10). A decisão foi referente à denúncia registrada em Capim Grosso, no ano de 2014, quando a suposta vítima tinha oito anos de idade.
Câmera de segurança mostra momento em que jovem teria sido levada pelo suspeito em boate. 
(Foto: Reprodução/ TV São Francisco)



Sobre a denúncia de estupro na boate de Jacobina, que teria ocorrido em dezembro de 2017, o suspeito já havia conseguido o relaxamento da prisão há cerca de um mês, após decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

A decisão do relaxamento de prisão no caso de Capim Grosso foi da juíza Ana Lúcia Ferreira de Souza. O relaxamento ocorre quando o magistrado entende que a soltura do acusado, enquanto ele aguarda julgamento, não irá afetar o andamento do processo.

Sobre a soltura do suspeito, a mãe da jovem disse ter ficado "arrasada". "Acho um absurdo ele ter sido solto, voltar para a rua. Fiquei arrasada com isso, mas espero que a justiça seja feita. Em julho, vai ter outra audiência do caso e a gente espera que ele volte para a prisão. Confio na justiça", disse.
Jovem de 18 anos relatou ter sido estuprada dentro de boate em Jacobina, na Bahia 
(Foto: Reprodução/TV São Francisco)


Em janeiro, a vítima, que mora com a família na cidade de Senhor do Bonfim, no norte da Bahia, falou com a imprensa sobre o ocorrido e disse que "queria que isso tudo fosse um pesadelo, que tudo isso acabasse".

Na ocasião, ela contou que pediu ajuda a Marcus para encontrar os amigos na boate, depois de tê-los perdido após uma ida ao banheiro. Ele, então, teria a levado para um local escuro e a estuprado.

Numa clínica particular onde foi atendida e examinada após o ocorrido, em Senhor do Bonfim, uma médica atestou que a jovem chegou à unidade com "rompimento himenal muito forte, com hematomas e fissuras rasas e profundas".

Marcus, no entanto, negou à polícia que tenha estuprado a jovem e afirmou que a relação sexual com ela foi consensual.


g1bahia

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas