SALVADOR 🌈 Câmara de Salvador aprova programa de apoio para transexuais - Observador Independente

BAHIA

4 de mayo de 2018

SALVADOR 🌈 Câmara de Salvador aprova programa de apoio para transexuais

Crédito da foto Metropolis


A indicação do programa de Atenção Especializada no Processo Transexualizador foi aprovada na Câmara Municipal de Salvador (CMS). A sugestão do vereador Hilton Coelho (PSOL) tem o intuito de atender pessoas transexuais e familiares, além de oferecer acompanhamento terapêutico para as pessoas que optam por não realizar a cirurgia de redesignação sexual.

Segundo o edil, o projeto visa assegurar atendimento adequado a esta parcela da população que deve ter seus direitos respeitados, principalmente porquê a demanda por este tipo de tratamento é maior do que oferecido no país. 

Para ele, a indicação, também, atende uma norma do Ministério da Saúde que determina que "qualquer cidadão que procurar o sistema de saúde público apresentando a queixa de incompatibilidade entre o sexo anatômico e o sentimento de pertencimento ao sexo oposto ao do nascimento tem o direito ao atendimento humanizado, acolhedor e livre de qualquer discriminação", argumenta. 

Conquista

O presidente do Grupo Gay da Bahia, Marcelo Cerqueira, comemorou a indicação e afirmou que essa é uma luta antiga da classe que atua na causa como entidades como a Associação de Travestis e Transexuais de Salvador (Atras) presidida por Millena Passos. 

"A comunidade trans deve ter um atendimento especial, pois as pessoas sofrem muito com a questão do corpo, seja por não se identificar ou pelo uso de hormônio sem prescrição médica", explica, ao ressaltar que a indicação tem total apoio do GGB, pois realiza um sonho para as pessoas trans. 

Para Cerqueira, a angústia de estar em um corpo em que o indivíduo não se identifica, além de afetar o relacionamento com os familiares, pode afetar a relação amorosa. "O sentimento de estar em um corpo que não é seu é terrível. Estados da região Nordeste como Fortaleza e Paraíba já oferecem esse apoio. Espero que Salvador adote", completou.

Para o jornalista e homem trans, Théo Meirelles, 27, a iniciativa é um lastro importante de assistência às pessoas trans e seus familiares. "Todo o processo de entendimento, redescoberta de si é uma travessia na qual cada novidade é um desafio. Todo apoio para nos acolher faz diferença". 

A indicação segue para o prefeito ACM Neto (DEM) encaminhar o projeto de lei à Câmara Municipal de Salvador e instituir o programa.

Aina Soledad | A TARDE SP

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas