ALAGOINHAS @ Onze presos quebram cadeados e usam 'tereza' para fugir de delegacia na BA; último caso foi há cerca de um mês - Observador Independente

BAHIA

16 de junio de 2018

ALAGOINHAS @ Onze presos quebram cadeados e usam 'tereza' para fugir de delegacia na BA; último caso foi há cerca de um mês

Caso ocorreu em Alagoinhas. Suspeito de roubar e matar adolescente está entre os foragidos; um dos detentos foi recapturado. Onze presos fugiram da delegacia de Alagoinhas, na Bahia 
(Foto: Arquivo Pessoal)




Onze presos fugiram da carceragem da delegacia de Alagoinhas, cidade a cerca de 120 de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, neste sábado (16), no momento do banho de sol, os policiais notaram que os cadeados de duas celas estavam quebrados e perceberam uma corda "tereza" nos fundos do prédio. Um dos fugitivos foi recapturado.

A última fuga ocorreu no dia 13 de maio, quando seis presos fugiram. Ainda segundo a polícia, entre os foragidos deste sábado, está Willsmar Almeida Borges, que estava preso por ser suspeito de roubar e matar o adolescente de 17 anos, Luiz Guilherme Santos Bispo.

A coordenadora da delegacia de Alagoinhas, Lélia David, informou que todas as medidas de polícia judiciária já foram adotadas. UM inquérito já foi instaurado para apurar as circunstâncias da fuga e a perícia já foi feita no local pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Diligências estão sendo realizadas para recapturar os fugitivos, disse a delegada.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas