Bahia teve mais de 3 mil medidas protetivas concedidas a mulheres em 2017 - Observador Independente

BAHIA

23 de junio de 2018

Bahia teve mais de 3 mil medidas protetivas concedidas a mulheres em 2017

Número de ações concedidas pela Justiça para prevenir agressões chegou a 236.641 em todo o país no ano passado / Foto : Fernando Frazão/Agência Brasil





A cada mil mulheres na Bahia, 4,3 receberam medida protetiva em 2017, de acordo com dados divulgados ontem (22) pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça). O número de ações da Justiça para prevenir agressões contra mulheres foi de 236.641 no Brasil no ano passado.

Em 2017, o Tribunal de Justiça do Estado (TJ-BA) concedeu 3.208 medidas, contra 3.263 em 2016. Em todo o território nacional houve um aumento de 21% na quantidade de ações entre 2016 e 2017– eram 194 mil, em 2016. Ainda segundo o CNJ, a Bahia não está entre os estados onde houve maior aumento. 

Os estados que registraram crescimento expressivo, em número de medidas, foram Goiás, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. As estatísticas são do estudo “O Poder Judiciário na Aplicação da Lei Maria da Penha 2018”, elaborado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas