BRUMADO @ COELBA é condenada a pagar R$ 3 mil a advogado que fez aniversário à luz de velas após ter serviço interrompido - Observador Independente

BAHIA

15 de junio de 2018

BRUMADO @ COELBA é condenada a pagar R$ 3 mil a advogado que fez aniversário à luz de velas após ter serviço interrompido

Advogado faz aniversário à luz de velas na BA após queda de luz e processa companhia por danos morais (Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste)




Um advogado da cidade de Brumado, no sudoeste da Bahia, que enfrentou uma queda de energia durante a comemoração do aniversário e que teve fazer a festa à luz de velas, será indenizado pela Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba).

A Justiça determinou o pagamento de R$ 3 mil no processo de danos morais movido por Paulo Henrique Amorim, que completou 28 anos em fevereiro deste ano.

Na decisão, publicada na segunda-feira (11), o juiz Rodrigo Souza Britto disse que a companhia de eletricidade não conseguiu justificar a legalidade na interrupção dos serviços de energia. A decisão ainda cabe recurso.

Sobre a alegação da empresa, de que a conta de contrato da casa não está em nome do reclamante, o juiz considerou que ele "demonstrou que, embora não seja a titular da conta contrato questionada, mora na unidade residencial e sofreu pessoalmente as consequências do defeito na prestação dos serviços".

Em contato com o site, o advogado celebrou a decisão. "Eu achei foi uma decisão célere, que serve como lição. Mas é uma situação que não vai voltar, sempre vou relembrar em todo aniversário", contou.

Em nota, a Coelba disse que vai recorrer da decisão. A empresa defende que a interrupção do serviço foi provocada após um caminhão-baú passar pelo local e arrastar os cabos da rede elétrica, danificando os equipamentos do fornecimento de energia.

"Ou seja, o acidente foi provocado por terceiro e não por falha na prestação de serviço da concessionária de energia, que atuou rapidamente para restabelecer o serviço", disse.

A empresa também disse que o acidente ocorreu às 17h59 e o desligamento da rede do local foi necessário para a realização do serviço com segurança, tanto para os técnicos quanto para a população. A energia do local foi restabelecida às 21h20. "O próprio autor do processo afirmou, em audiência ocorrida no dia 16/05/18, que a falta de energia elétrica ocorreu antes do início da festa".
Cerca de 20 pessoas foram convidadas para a festa e ficaram no escuro 
(Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste)

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas