CAMAÇARI @ Polícia apreendeu ecstasy, LSD, cocaína e maconha em festa rave - Observador Independente

BAHIA

10 de junio de 2018

CAMAÇARI @ Polícia apreendeu ecstasy, LSD, cocaína e maconha em festa rave

Crédito da foto: Divulgação/Polícia Civil 




Após acabar com a Festa Aurora, a polícia apreendeu 78 comprimidos de ecstasy, além de porções de cocaína, LSD e maconha na famosa rave que estava marcada para acontecer na noite deste sábado (9), em Arembepe, no município de Camaçari, no Óasis da Lagoa.

Uma operação conjunta das polícias Civil, Militar e agentes de fiscalização da prefeitura de Camaçari acabou com a festa por falta de documentação legal para funcionamento do evento. Danilo Barreto de Matos, Mauricio Brito Ribeiro Torres, Daniel Queiroz Silva, Lucas Barros Figueiredo Silva e José Carlos Silva Santos foram presos em flagrante, acusadas de tráfico de drogas. Outras 11 pessoas foram conduzidas para a 26ª Delegacia Territorial (DT/Abrantes) após serem flagradas com as diversas drogas sintéticas. 

Após a divulgação dos detidos pela polícia, amigos de Lucas Barros entraram em contato com a reportagem para informar que ele não portava entorpecentes. "Ele estava trabalhando na portaria do evento. Ele não estava com nada, não tinha usado nada, estava 'trampando'. Quando a polícia invadiu, ele correu por impulso e acabaram levando ele nomeio", explicou uma amiga do jovem.

Crédito da foto: Divulgação/Polícia Civil 

Segundo a delegada titular da 26ª DT, Danielle Monteiro, assim que tomou conhecimento da falta de autorização para o evento as polícias e demais órgãos se organizaram. “Iniciamos a operação que envolveu esta delegacia, a Polícia Militar e órgãos fiscalizadores da prefeitura de Camaçari. 

Outro fato é que existe histórico de práticas delituosas em outra edição deste evento realizado na mesma”, comenta a titular. O grupo flagrado com os entorpecentes foi autuado por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas