FEIRA DE SANTANA @ Concluído estudo de campo que apontará soluções para melhorar trânsito do Anel de Contorno - Observador Independente

BAHIA

29 de junio de 2018

FEIRA DE SANTANA @ Concluído estudo de campo que apontará soluções para melhorar trânsito do Anel de Contorno

O Departamento de Engenharia da SMT fez um detalhado levantamento nos seguintes locais e as informações foram levadas ao debate / Foto: Paulo José/Acorda Cidade




Ideias que poderão se transformar em soluções para os problemas nos pontos considerados críticos na parte não duplicada da avenida Eduardo Fróes da Motta, tornando-a segura em toda sua extensão, foram discutidas durante reunião na SMT (Superintendência Municipal de Trânsito). O encontro serviu como fechamento do estudo de campo.

O Departamento de Engenharia da SMT fez um detalhado levantamento nos seguintes locais e as informações foram levadas ao debate: à altura da Cerb, do Restaurante Los Pampas, da avenida Artêmia Pires, no Santo Antônio dos Prazeres, às entradas da Mangabeira, Senai, Morada das Árvores, rua Andaraí e o acesso do Feira IX. Todos usados como travessia pelos motoristas.

O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), estima que, apenas no trecho da avenida de Contorno, entre a Pousada da Feira e a Cidade Nova, diariamente transitem 12 mil veículos. De acordo com a Polícia Rodoviária, no ano passado, em toda extensão da avenida, foram registrados 340 acidentes. A grande maioria aconteceu na parte não duplicada.

Representantes de Polícia Rodoviária Federal, DNIT (, 3ª Ciretran, Via Bahia e ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre), mais da SMT, compõem um grupo de trabalho, discutiram os problemas, apresentaram variáveis e apresentarão diagnóstico à sociedade durante seminário – sem data ainda não definida para acontecer. A iniciativa está no contexto do Maio Amarelo.

Trabalho compartilhado

“Estamos fazendo um trabalho compartilhado e com os mesmos objetivos, com todos os segmentos apresentando suas ideia, que são devidamente discutidas. Acredito que, postas em prática, o que está sendo debatido vai melhorar as condições do tráfego naquela região e a via ficará segura para todos”, afirmou o titular da SMT, Maurício Carvalho.

O superintendente afirmou ainda que o fato da maior parte da população morar fora do Anel de Contorno aumenta consideravelmente a necessidade da busca de soluções para estes problemas. “Milhares de pessoas todos os dias fazem este trajeto de ida e volta. Por isso, apresentar soluções é imperioso. São iniciativas que buscam diminuir os impactos nestes locais”.

Inspetor da PRF diz que duplicação da pista é a solução definitiva

O inspetor da PRF, Altimar Brandão, disse que a duplicação das pistas é a chave para definitivamente resolver os problemas da Contorno. “Mas, enquanto este serviço não é feito, estas ideias poderão dar fluidez e segurança para quem circula pela avenida”.

Fluxo maior do que a capacidade permitida

O representante do DNIT, Ricardo Martins, disse que postas em prática, as ideias debatidas contribuirão para diminuir os riscos de acidentes na Contorno. “Hoje, passam mais veículos do que a capacidade da avenida permite”. De acordo com ele, existe um projeto para duplicação do trecho citado, e empresa contratada. “Estamos esperando a liberação dos recursos”.

Para Djavan Santos, da Via Bahia, empresa responsável pela manutenção da avenida, os debates e ideias são embriões que vão resultar em ações preventivas que reduzirão os acidentes na Contorno.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas