POÇOS DE CALDAS/MG @ Criança de 3 anos morre após ser agredida por padrasto por fazer xixi na cama - Observador Independente

BAHIA

17 de junio de 2018

POÇOS DE CALDAS/MG @ Criança de 3 anos morre após ser agredida por padrasto por fazer xixi na cama

Crédito da Foto: Divulgação




Ana Lívia Lopes da Silva, de apenas 3 anos, morreu na manhã da última sexta-feira (15/6), após ser espancada pelo padrasto por fazer xixi na roupa, em Poços de Caldas, no Sul de Minas Gerais. A mãe da menina, Letícia Lopes Fonseca, também foi presa por omissão às agressões.

A mãe do suspeito do crime chegou do trabalho e foi abordada pela nora, mãe da criança, de 18 anos, que dizia que o companheiro, Cristopher Antony Tavares Coelho, havia batido na filha, no início da noite de quarta-feira (13/6). De acordo com depoimento da mãe da criança à polícia, o companheiro teria se irritado após a menina urinar na roupa e, muito nervoso, começou a dar chineladas na pequena.

A mãe contou aos policiais que estava dormindo e só teve conhecimento das agressões da filha na manhã da quinta-feira (14/6), por volta das 8h30. A criança ainda tentou conversar, mas acabou perdendo a consciência e passou o dia todo desacordada dentro de casa. A mãe ainda afirmou que havia ficado muito desesperada, por isso não tomou nenhuma providência.

A menina só foi levada ao hospital no início da noite da quinta-feira (14/6), após a criança começar a vomitar. De início, a criança foi atendida no Hospital Margarita Moralles, porém, como a situação era muito grave, foi feita a transferência para a Santa Casa do município, onde foi constatado traumatismo craniano. 

Ana Lívia ficou em coma induzido até a madrugada desta sexta-feira (15/6), quando faleceu. Um médico ainda afirmou à Polícia Militar que a menina tinha sinais de abuso sexual. Porém, somente exames periciais poderão confirmar o estupro.

O criminoso foi preso em sua residência e não deu nenhuma declaração. O homem e a mãe da vítima foram encaminhados à delegacia de plantão.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas