SALVADOR @ Justiça solta Val Bandeira, líder e fundador da facção Comando da Paz - Observador Independente

BAHIA

26 de junio de 2018

SALVADOR @ Justiça solta Val Bandeira, líder e fundador da facção Comando da Paz

 Por: Divulgação




Líder e fundador da facção criminosa Comando da Paz (CP), Josevaldo Bandeira, conhecido popularmente como Val Bandeira, obteve da Justiça baiana a liberdade condicional nesta terça-feira (26).

Acusado de tráfico de drogas, roubos a bancos e homicídios, Bandeira estava preso no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. Hoje, após audiência realizada na 2ª Vara de Execuções Penais, foi realizada a sessão de livramento condicional de Josevaldo.

Val aceitou as seguintes condições: 

😂😂😂 PIADA JURÍDICA
a) obter ocupação lícita no prazo de 90 dias a contar da data do início do livramento, comunicando e comprovando periodicamente ao Juízo essa atividade; b) não mudar o território da Comarca do Juízo da Execução sem prévia autorização; c) não andar armado; d) não frequentar casas de bebidas, de jogos ou de prostituição, festas de largo ou carnavalescas; e) recolher-se a sua habitação até as 22h; f) apresentar-se ao juízo da Vara de Execuções Penais do seu domicílio, no dia útil imediatamente posterior à sessão de livramento, para receber as orientações devidas e, a partir daí, a cada 90 dias para justificar as suas atividades; g) procurar viver em harmonia com a família e os vizinhos, trazendo ao conhecimento do Setor de Atendimento Psicossocial os fatos que lhe perturbem a convivência em família ou em sociedade; h) atender as recomendações feitas pelas autoridades responsáveis pelo acompanhamento do processo de seu retorno ao convívio social, durante o tempo determinado pelo Juízo de Execução; i) levar ao conhecimento do Juízo da Execução Penal ou órgão de fiscalização, todos os fatos que impeçam o cumprimento das condições impostas; j) não mudar de residência sem comunicação ao juízo da Execução e à autoridade incumbida da observação cautelar e de proteção.

De acordo com a decisão judicial assinada pela juíza Maria Angélica Carneiro, fica o vencimento da pena fixado para o dia 14/06/2022.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas