SANTO ANTº DE JESUS 😱 ESCÂNDALO 💸💸💸 Presidente da Câmara é denunciado por mais um crime de improbidade administrativa. Dessa vez uma gigantesca piscina está no topo da denuncia - Observador Independente

BAHIA

16 de junio de 2018

SANTO ANTº DE JESUS 😱 ESCÂNDALO 💸💸💸 Presidente da Câmara é denunciado por mais um crime de improbidade administrativa. Dessa vez uma gigantesca piscina está no topo da denuncia

A piscina de porte médio, fica nos fundos da casa alugada temporariamente para funcionar como sede do Legislativo Municipal 




A justificativa do presidente Antônio Nogueira Neto (TOM) é que, ao alugar a casa onde funciona a Câmara de Vereadores provisoriamente, não colocou no contrato a manutenção da piscina. Isso só justifica apenas a incapacidade gerencial da atual presidência da Casa Legislativa que deveria ter embutido no contrato original a necessidade da manutenção da famigerada piscina, isto por conta do proprietário, já que o instrumento de deleite é injustificável para o Legislativo.  

*** 

Desnecessário dizer que o Brasil passa por uma crise avassaladora jamais vista. Alheio à situação geral, o presidente da Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, adotou uma iniciativa inédita, nunca antes vista no município e com dinheiro público, resolveu dar manutenção a uma gigantesca piscina na sede provisória da Casa Legislativa. 

A denuncia foi formulada pelo vice-presidente da Casa Legislativa, na manhã de quarta-feira, 30/05, com base em publicação do Diário Oficial da Câmara, edição de quarta-feira, 09/05. 

O valor da contratação é de R$ 2.520,00 (...), por seis meses de serviços que a empresa que foi agraciada com a inusitada dispensa de licitação, vai receber.

Aprenda AQUI o que é improbidade administrativa

Sem explicações para o povo que, a esta altura encontra todo tipo de dificuldade para a sobrevivência digna, a começar pela falta generalizada de tudo, questionado, o presidente ficou sem palavras na sessão dessa quarta, 30. 

Assessores do presidente da casa partiram para o ataque aberto ao vice-presidente do Legislativo Municipal, vereador Pedro de Teca, autor da denuncia, que, com o aborrecimento teve que ser atendido e medicado no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. 

Sem controle dos assessores ou se utilizando covardemente destes para ataques pessoais aos vereadores que se opõe ele, o mandatário da casa, vereador Antônio Nogueira Neto, afunda cada vez mais na antipatia e má convivência com os demais vereadores da Casa Legislativa. 

O MP-Ministério Público/Procuradoria de Improbidade Administrativa, precisa dar um basta nessa situação, de ver crimes sendo cometidos abertamente contra o erário público e nada fazer ou adotar qualquer providência punitiva contra quem está dilapidando o patrimônio do povo santantoniense. 

Na atual conjuntura em que se encontra o país, o estado e o município, usar dinheiro público num caso desses é crime de improbidade administrativa e legalmente reprimível. Se não for, e é crime, ou não se queira punir como ato covarde e criminoso, quando nada a reprimenda deve ser moral, já que se não é criminalmente imputável tal comportamento, quando nada moralmente é deplorável vindo de um agente público.
Sem preparo administrativo para navegar pelos atuais tempos de Lava-Jato o presidente do Legislativo Municipal de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, vem cometendo um crime de improbidade atrás do outro. O MP precisa intervir, já que a sangria do erário público e a corrupção é lema de combate de todos os brasileiros nos dias atuais e Santo Antº de Jesus não está fora dessa meta brasileira.

A justificativa do presidente Antônio Nogueira Neto (TOM) é que, ao alugar a casa onde funciona a Câmara de Vereadores provisoriamente, não colocou no contrato a manutenção da piscina. Isso só justifica apenas a incapacidade gerencial da atual presidência da Casa Legislativa que deveria ter embutido no contrato original a necessidade da manutenção da famigerada piscina, isto por conta do proprietário, já que o instrumento de deleite é injustificável para o Legislativo.  

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas