SAÚDE PÚBLICA NA BAHIA @ Sobe número de mortes por H1N1 no Estado - Observador Independente

BAHIA

19 de junio de 2018

SAÚDE PÚBLICA NA BAHIA @ Sobe número de mortes por H1N1 no Estado

As faixas etárias mais atingidas pela doença são os menores de 5 anos ou maiores de 60, que também respondem por 60% dos óbitos pelo vírus / Foto : Eduardo Saraiva/ A2img





O número de mortes provocadas pela gripe H1N1 na Bahia subiu de 20 para 22, segundo dados da Sesab (Secretaria da Saúde do Estado). Os números são maiores que os registrados no mesmo período de 2017, ano que não teve nenhum caso de morte devido à gripe. 

As cidades com registros confirmados de H1N1 também passaram de 42 para 49 até o dia 9 de junho. As faixas etárias mais atingidas pela doença são os menores de 5 anos ou maiores de 60, que também respondem por 60% dos óbitos pelo vírus. 

As mortes ocorreram em 11 municípios: Salvador (12), Apuarema (1); Camaçari (1); Irará (1); Lauro de Freitas (1); Retirolândia (1); Saúde (1); Sapeaçu (1); Serrinha (1); Uruçuca (1) e Vitória da Conquista (1).

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, prevista para terminar no dia 15 de junho, foi prorrogada pelo Ministério da Saúde até o dia 22. Porém, em Salvador, a ação vai até a quinta-feira (21), já que a sexta-feira será ponto facultativo devido ao jogo do Brasil na Copa do Mundo. A Secretaria Municipal de Saúde da capital informou que todos os 126 postos ainda oferecem a vacina.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas