ALAGOINHAS @ Homem que matou e escondeu corpo de grávida é condenado a 30 anos - Observador Independente

BAHIA

13 de julio de 2018

ALAGOINHAS @ Homem que matou e escondeu corpo de grávida é condenado a 30 anos

Crime aconteceu em 2012 / Crédito da foto / Redes Sociais




Foi condenado na última quinta-feira 12, a 30 anos de prisão em regime fechado, Vinícius dos Reis Pereira. Ele foi acusado de asfixiar até a morte, a comerciária Gisele Cordeiro Reis na noite do dia 23 de maio de 2012, em um motel localizado na cidade de Alagoinhas (a 108 km de Salvador). O corpo da vítima, que estava grávida, foi ocultado no dia seguinte em uma cova rasa nos fundos da casa dele.

De acordo com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), o crime foi premeditado, pois o acusado teria tentado promover o aborto durante três meses, coagindo a vítima para que ela tomasse substâncias abortivas, e executado os crimes com “frieza e meticulosidade”, de forma a pensar na sua impunidade.

Durante o julgamento, a defesa havia alegado que o réu possuía problemas mentais e que não teria entendimento da natureza e consequências dos fatos praticados. Porém, os argumentos não foram aceitos pelo júri, que classificou o homicídio como triplamente qualificado pois Vinícius teria matado Gisele por não querer a gravidez, motivo considerado torpe, e além disso, ter empregado asfixia e dissimulação, ao seduzir a vítima até o local do crime.

Vinícius foi condenado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e tentativa de aborto por meio de coação.


ATarde

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas