ELEIÇÕES 2018 @ Eleitor está ‘desiludido’ e reforça candidato que chuta ‘pau da barraca’, diz William Waack - Observador Independente

BAHIA

26 de julio de 2018

ELEIÇÕES 2018 @ Eleitor está ‘desiludido’ e reforça candidato que chuta ‘pau da barraca’, diz William Waack

Sem “fulanizar”, jornalista sentencia: “A gente ouve toda hora alguém falar: ‘quebra essa porra toda’ / Foto : Divulgação/Fórum E-Commerce Brasil 2016





O jornalista William Waack disse, em entrevista à Rádio Metrópole, que o brasileiro está “desiludido” com a política e, atualmente, há no país uma demanda do eleitor por candidatos que prometem “chutar o pau da barraca”.
A gente viu isso na greve dos caminhoneiros. Muita gente sabia que traria prejuízos, mas ainda assim apoiou o movimento porque achou que, desse gesto de ‘bota para quebrar’, sai algo novo. Eu não acho isso. Diante dessa demanda do eleitorado, há evidentemente gente que acha que pode servir essa demanda e se apresenta como candidato de chutar o pau da barraca. Não estou fulanizando em cima deste ou daquele candidato, mas de fato há essa demanda. A gente ouve toda hora alguém falar: ‘quebra essa porra toda’. Eu estou ficando velho, e o povo diz que isso é conversa de velho, mas temos que achar uma solução juntos. Se chutar o pau da barraca, vai cair em cima da gente e acabou, 
ressaltou.

Na avaliação do comunicador, as regras políticas impedem uma renovação da classe dirigente e “favorecem a permanência do que as pessoas classificam como inaceitável”. “O resultado disso é uma desilusão com a política”, pontuou.

Waack condenou ainda o costume do assistencialismo na política brasileira. “Eu acho que há uma cultura no Brasil do vício ao subsidio que vai desde alguém na rua, que diz: ‘olha deputado, você quer meu valioso voto’, até as classes empresariais, que adoram uma proteção”, salientou.


Rodrigo Daniel Silva/Gabriel Nascimento / Metro1
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas