FUTEBOL @ Pressionado, Vagner Mancini completa um ano à frente do Vitória - Observador Independente

BAHIA

25 de julio de 2018

FUTEBOL @ Pressionado, Vagner Mancini completa um ano à frente do Vitória

Treinador está com o cargo ameaçado em sua quarta passagem pelo clube
Crédito da foto: Maurícia da Matta | Divulgação | E.C.Vitória




Nesta quarta-feira, 25, o técnico Vagner Mancini completa um ano à frente do Vitória, em sua quarta passagem pelo clube, mas não tem muito que comemorar neste momento. Se em 2017 o comandante chegou com o objetivo de salvar a equipe do rebaixamento no Campeonato Brasileiro e obteve êxito, agora o treinador está bastante pressionado no cargo após a perda do título do Baianão para o Bahia, as desclassificações precoces na Copa do Nordeste e Copa do Brasil e, por fim, a goleada sofrida no último final de semana para o maior rival.

Com a derrota no Ba-Vi, o Leão voltou a ficar ameaçado pelo Z-4 do Brasileirão, já que está na 15ª colocação, com apenas 15 pontos, e pode voltar à zona de descenso, caso não vença o Sport nesta quinta, 26, às 19h30, no Barradão. Para piorar a situação do treinador, o retrospecto em clássicos, desde seu retorno ao clube, é pífio: cinco derrotas em cinco jogos.

A defesa rubro-negra também é apontada como um dos problemas “incorrigíveis” de Mancini. Sem equilíbrio entre os setores ofensivo e defensivo, o Vitória desponta com a pior defesa do Brasileirão, com 27 gols sofridos em 14 rodadas, uma média de quase dois gols levados por jogo.

No entanto, sua quarta passagem pelo Leão está marcada, principalmente, pela confusão no primeiro Ba-Vi da temporada, quando jogadores das duas equipes se envolveram em uma briga generalizada e o treinador foi apontado como um dos responsáveis pelo término da partida, sendo ainda suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Desgastado com a torcida, Vagner Mancini tem sido bastante questionado pelos rubro-negros, mas conta com o apoio da diretoria do clube e, segundo informações de bastidores, só deixará de comandar a equipe se entregar o cargo. 

Nesta última passagem, o técnico acumula 65 jogos, com 28 vitórias, 15 empates e 22 derrotas, em um aproveitamento de 50,7% e, apesar da sua moral elevada no Barradão, precisará de bons resultados nas próximas partidas para não dar mais uma vez adeus à Toca do Leão.



Léo Santana | A TARDE SP 

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas