ITAPETINGA @ Ciranda de Pedra: CGU e MPF apontam participação de secretário - Observador Independente

BAHIA

26 de julio de 2018

ITAPETINGA @ Ciranda de Pedra: CGU e MPF apontam participação de secretário

Investigações revelaram que o grupo atuava no direcionamento de processos licitatórios para empresas específicas / Foto : Divulgação PF





A representação formulada pelo Ministério Público Federal e pela Controladoria Geral da União no âmbito da operação Ciranda de Pedra aponta a partipação do atual secretário de Infraestrutura de Itapetinga, Airton Alves Ferraz, no esquema que pode ter causado um prejuízo de R$ 1.587.619,76 ao erário. 

A ação desbaratou o esquema comandado pela ex-prefeita de Maiquiniqui, Maria Aparecida Lacerda Campo, conhecida como "Minininha". As investigações revelaram que o grupo atuava no direcionamento de processos licitatórios para empresas específicas.

A fraude consistia, ainda, na inexecução ou execução parcial dos objetos dos convênios firmados com o Ministério das Cidades; pagamento por serviços não realizados; e repasse de valores a funcionários públicos municipais ou pessoas a eles relacionadas. 

De acordo com o MPF, em alguns casos acrescentava-se a rescisão contratual por inexecução do objeto e realização de nova licitação para contratação de outra empresa ligada ao esquema, com vista à execução dos mesmos serviços. Algumas das companhias serviam apenas de “fachada” e eram compostas por sócios “laranjas”.

Ao todo, foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão e 14 de intimação em Vitória da Conquista, Jequié, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Maiquinique, Macarani, Itapetinga e Mirante.


metro1

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas