REMANSO @ Oficina de fotografia com o celular reúne Jovens Comunicadores em Remanso - Observador Independente

BAHIA

26 de julio de 2018

REMANSO @ Oficina de fotografia com o celular reúne Jovens Comunicadores em Remanso

Oficina Jovens Comunicadores Remanso julho. Crédito da foto / Agência Chocalho





Tirar fotos com arte e criatividade, observando algumas técnicas de luz, enquadramentos e posicionamentos de câmeras, por exemplo, foram requisitos trabalhados na oficina de fotografia com uso de aparelho celular, o que empolgou bastante o grupo de jovens que participou de formação durante os dias 23, 24 e 25 de julho na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Remanso (BA).

O público da oficina é contemplado pelo Projeto Jovens Comunicadores, uma ação do Projeto Pró-Semiárido, executado por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), órgão da Secretaria de Desenvolvimento Rural da Bahia (SDR), com recursos do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Vindos de comunidade rurais dos municípios de Campo Alegre de Lourdes, Casa Nova, Pilão Arcado e de Remanso, eles/elas demonstraram muito interesse em aprender não somente técnicas e dicas de como tirar um boa fotografia, mas também exercitar um olhar diferente sobre ambientes, pessoas e situações que passarão a registrar.

A fotógrafa Manuela Cavadas, instrutora da oficina, utilizou várias dinâmicas e recursos que possibilitaram uma compreensão melhor sobre diferentes formas de se fotografar, observando os objetivos a serem alcançados. 
Eu trouxe a fotografia enquanto linguagem, uma maneira mais de expressão para retratar a realidade deles e melhorar alguma coisa que eles já sabem e utilizamos o celular que faz parte do dia dia deles, 
explica Manuela ao mesmo tempo que observava não só a importância das técnicas como também do olhar que a fotografia desperta a partir do objeto fotografado.

A jovem Gabriela Gomes de Jesus, da localidade de Pontal, interior de Pilão Arcado, disse o quanto foi importante aprender a fotografar a partir do olhar produzido por meio de uma câmera de celular. “O celular é o que a gente tem no dia a dia. Não adiantava a gente só ficar se deslumbrando com uma câmera e no dia a dia não ter ela. O celular mesmo sem toda tecnologia dá pra tirar boas fotos”, disse Gabriela.

Avenilson Ribeiro, também de Pilão Arcado, não escondeu seu contentamento em descobrir muitos segredos da arte de fotografar: 
a gente antes tirava foto sem olhar muito pra o que tava tirando, agora vemos o que estamos fotografando, com um sentimento, 
lembrou Avenilson, demonstrando que entendeu a ideia de que a fotografia traz consigo também uma narrativa ou uma história.

Para exercitar mais a proposta da oficina, a turma experimentou muitas perspectivas em torno da arte de fotografar e um desses momentos aconteceu às margens do Rio São Francisco, onde eles/as aproveitaram o cenário natural para revelar o que aprenderam com muita criatividade. 

Não faltou ocasião que merecesse uma boa foto: a feira da cidade e uma horta comunitária serviram também de cenários para experiências práticas. Até o momento de diversão e interação entre todos/as, reservado para a noite cultural, que aconteceu na prainha de Remanso (local turístico da cidade), também foi uma ocasião valiosa para continuar a sessão de fotografias.

Expandir os conhecimentos aprendidos na oficina, foi uma unanimidade na fala dos/das jovens, os/as quais pontuam que querem ver outros/as jovens, possam por meio da fotografia, retratarem de uma forma positiva o povo e as coisas de suas regiões, agora observando melhor, o que há de bom e bonito em sua terra. 

De acordo com Emília Mazzei, assessoria de comunicação do Pró-Semiárido e coordenadora dos Jovens Comunicadores, a intenção é aguçar o olhar da juventude, despertando para a promoção da agroecologia, cultural local, Convivência com o Semiárido em suas comunidades, a partir do registro e divulgação das boas práticas e experiências exitosas.

As oficinas do Projeto Jovens Comunicadores estão acontecendo no Território Sertão do São Francisco desde 2017, proporcionando acesso a linguagens como fotografia, texto, literatura de cordel, entre outros. O Projeto agora se expande para mais quatro Territórios de Identidade na área de abrangência do Pró-Semiárido.


Agência Chocalho

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas