SALVADOR @ PM envolvido no “Caso Geovane” é baleado após tentar cometer assalto no Imbuí - Observador Independente

BAHIA

6 de julio de 2018

SALVADOR @ PM envolvido no “Caso Geovane” é baleado após tentar cometer assalto no Imbuí

Crédito da Foto: leitor/Aratu Online




Um cabo da Polícia Militar suspeito de assalto foi baleado no bairro do Imbuí, em Salvador. O caso, envolvendo Jesimiel da Silva Resende, aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (6/7). A informação foi confirmada ao Aratu Online por agentes da 39ª Companhia Independente (CIPM/Boca do Rio).

Ainda de acordo com os policiais, Jesimiel estava a bordo de uma motocicleta tentando abordado pelo menos três pessoas quando acabou sendo surpreendido por outro policial militar. A 39ª CIPM foi acionada e levou o suspeito para o Hospital Geral do Estado, onde ele estava sendo atendido até a publicação desta reportagem.
Jesimiel é cabo da PM. Foto: leitor/Aratu Online



Essa não foi a primeira vez que Jesimiel foi baleado. Em setembro de 2017, ele foi atingido no bairro de Dom Avelar. Na oportunidade, a assessoria de imprensa da corporação contou que ele estava em cima de uma motocicleta quando foi abordado por dois suspeitos que estavam a bordo de um veículo que atiraram e fugiram.

CASO GEOVANE 

Jesimiel Resende vai a júri popular pela morte de Geovane Mascarenhas de Santana, ocorrida em 2014. A decisão de levá-los à Justiça foi proferida em março deste ano pela magistrada Gelzi Maria Almeida de Souza.

A vítima sumiu no dia 2 de agosto de 2014 após ser abordado por policiais militares da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT/Rondesp). Na época, o laudo do Departamento de Polícia Técnica da Bahia constatou que o rapaz foi decapitado, carbonizado, teve duas tatuagens removidas do corpo e os órgãos genitais retirados.

Além de Jesimiel, serão julgados o subtenente Cláudio Bonfim Borges, o sargento Daniel Pereira de Souza Santos e os soldados Alan Moraes Galiza dos Santos, Alex Santos Caetano e Roberto Santos de Oliveira. Todos responderão por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e roubo.


aratuonline

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas