SALVADOR @ Salvador e Feira perdem R$ 15,5 milhões por ano em recursos da saúde - Observador Independente

BAHIA

3 de julio de 2018

SALVADOR @ Salvador e Feira perdem R$ 15,5 milhões por ano em recursos da saúde

Aproximadamente 360 mil pessoas nas duas cidades ficaram sem Equipes de Saúde da Família
Foto : Karina Zambrana/MS




Com a publicação da portaria 1.717 do Ministério da Saúde, em 12 de junho de 2018, os municípios de Salvador e Feira de Santana perderam, juntos, cerca de R$ 15,5 milhões por ano em recursos federais e incentivos estaduais, ao deixar de implantar 107 Equipes de Saúde da Família que estavam com projetos aprovados.

Aproximadamente 360 mil pessoas, das quais 210 mil em Salvador e 150 mil em Feira de Santana, ficaram sem assistência de uma ESF.

A portaria descredencia projetos já aprovados e com recursos garantidos, que não foram colocados em prática. A maioria deles eram propostas antigas, mas os atuais prefeitos – ACM Neto e Colbert Martins, sucessor de José Ronaldo – não implantaram os serviços.

Para cada Equipe de Saúde da Família, o Ministério da Saúde destina R$ 128.340 por ano, enquanto o Estado da Bahia investe R$ 18 mil para o mesmo período. A lista completa dos municípios que tiveram equipes descredenciadas está disponível no site do ministério.

metro1

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas