ALAGOINHAS @ Mulher é flagrada com grande quantidade de drogas dentro de apartamento em condomínio - Observador Independente

BAHIA

19 de agosto de 2018

ALAGOINHAS @ Mulher é flagrada com grande quantidade de drogas dentro de apartamento em condomínio

Drogas apreendidas por policiais militares dentro de apartamento em Alagoinhas 
(Foto: Divulgação/SSP)





Uma mulher de 33 anos foi presa na cidade de Alagoinhas, a cerca de 110km de Salvador, após ser flagrada pela Polícia Militar com uma grande quantidade de drogas dentro de um apartamento. Os policiais chegaram até a mulher com ajuda de uma denúncia anônima.

Por meio de nota oficial, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) afirmou que o material apreendido tem valor estimado em R$ 1 milhão. No entanto, a PM de Alagoinhas corrigiu a informação, apontando que a estimativa é de que esse valor seja de R$ 100 mil.

A mulher suspeita, que é apontada pela PM como traficante, foi encontrada no condomínio Brisas do Catu, em Alagoinhas. A Polícia Militar chegou ao apartamento apontado na denúncia e achou 36 tabletes de maconha prensada, 3 kg da erva em sacos, três tabletes de cocaína e nove trouxas grandes do mesmo pó.

Ainda no apartamento, os militares afirmam que localizaram uma pistola calibre 9mm (de uso restrito), carregador, munições, cadernos com anotações, três balanças, pouco mais de R$ 1 mil em espécie e embalagens plásticas para comércio de entorpecentes.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, a mulher foi autuada por tráfico de drogas e posse ilegal de arma.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas