BRASIL @ Três anos depois de lei, 70% das domésticas estão na informalidade - Observador Independente

BAHIA

12 de agosto de 2018

BRASIL @ Três anos depois de lei, 70% das domésticas estão na informalidade

A implementação da lei coincidiu com o início da recessão, impedindo a formalização de muitas dessas trabalhadoras // Foto : Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas




Três anos depois de entrar em vigor a lei que garantiu todos os direitos do trabalhador às domésticas, 70% delas estão na informalidade. 

Segundo estudo divulgado hoje (12) pelo Estadão, desde outubro de 2015, quando passou a ser obrigatório o recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), as domésticas sem carteira assinada passaram de 4,2 milhões para 4,4 milhões. 

A implementação da lei coincidiu com o início da recessão, impedindo a formalização de muitas dessas trabalhadoras. 

Faz um ano que a parcela de domésticas informais no País ultrapassou a casa dos 70% pela primeira vez desde 2012 (ano de início da série histórica) e, desde então, não deixou mais esse patamar. Ao mesmo tempo, o número de trabalhadoras com carteira assinada caiu.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.
O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.
VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas