BRASÍLIA @ PF aponta indícios de participação de 39 em organização criminosa no Ministério do Trabalho - Observador Independente

BAHIA

22 de agosto de 2018

BRASÍLIA @ PF aponta indícios de participação de 39 em organização criminosa no Ministério do Trabalho

Deputada Cristiane Brasil é apontada pela PF como integrante de grupo criminoso que fraudava registros sindicais no Min. do Trabalho Crédito da foto //  Gilmar Felix / Câmara dos Deputados 




O relatório final da Operação Espúrio, deflagrada em maio, que apura um suposto esquema de venda de registros sindicais no Ministério do Trabalho foi concluído pela Polícia Federal nesta terça-feira (21) .

O suposto esquema, conforme as investigações, cobrava propina de interessados em fazer o registro de sindicatos no ministério. Em troca, apontou a PF, essas entidades furavam a fila dos pedidos e tinham os registros aprovados.

O relatório, segundo o G1, aponta indícios de que 39 pessoas integravam uma organização criminosa com o objetivo de fraudar os registros. Outros crimes apontados pela investigação, como os de corrupção, serão apurados em inquéritos derivados da Operação Espúrio.

Entre os apontados pela Polícia Federal como integrantes da chamada organização criminosa estão: o ex-ministro do Trabalho, Helton Yomura, apontado por investigadores como "testa-de-ferro" no ministério da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), a própria Cristiane Brasil, Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, Paulinho da Força, deputado federal (SD-SP), Jovair Arantes, deputado federal (PTB-GO), Wilson Filho, deputado federal (PTB-PB) e Nelson Marquezelli, deputado federal (PTB-SP) . Todos negam envolvimento. 

Com a conclusão do inquérito, a Procuradoria Geral da República poderá oferecer denúncia se entender que os indícios justificam a responsabilização criminal dos apontados como responsáveis. Se a PGR denunciar e a Justiça aceitar a denúncia, eles viram réus em ação penal.

Em julho, após a posse do ministro Caio Vieira de Mello, o Ministério do Trabalho suspendeu por 90 dias a concessão de registros sindicais.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas