FEIRA DE SANTANA @ Moradores do bairro Tomba têm casas alagadas após vazamento em adutora da Embasa - Observador Independente

BAHIA

24 de agosto de 2018

FEIRA DE SANTANA @ Moradores do bairro Tomba têm casas alagadas após vazamento em adutora da Embasa

Crédito da foto // Paulo José/Acorda Cidade



Em nota, a Embasa informou que está dando suporte aos moradores dos cinco imóveis atingidos.

Após o vazamento de uma adutora da Embasa, a água invadiu várias residências na Rua Pró Bahia, Centro Industrial do Subaé (CIS), no bairro Tomba, em Feira de Santana, por volta das 19h de ontem (23). O morador Jardel Lima informou que cinco casas foram invadidas pela água. Ele disse que os moradores ficaram desesperados e que ainda estão aguardando um retorno da Embasa com relação aos prejuízos.

Por conta do vazamento houve falta de água em Feira de Santana, Conceição da Feira e São Gonçalo dos Campos. Em diversos bairros o abastecimento de água ainda não foi normalizado.


"As famílias tiveram as casas invadidas por lama, fossa estourada e muito lixo. Estamos vivendo nesse caos. Mães de família desesperadas chorando, minha filha está na casa da avó porque não tinha condições de ficar aqui. Estimo um prejuízo em torno de quase 5 mil reais. Perdi um freezer novo que entrou água. O pessoal da Embasa esteve aqui prestando apoio, mas a gente quer o retorno sobre os bens materiais. Falaram de indenização, mas a gente espera um retorno oficial. Pessoas entraram na residência, tiraram foto, tinha uma assistente social também acompanhando. A adutora fica em frente a residência e se observar direito, corre o risco dela romper novamente. É uma adutora que tem 40 anos sem inspeção. É a primeira vez que rompe na rua”, afirmou.

A dona de casa Lourdes Ferreira Porto também relatou prejuízos. Ela disse que perdeu móveis como cama, sofá, geladeira, guarda-roupa, entre outros. “Ficou tudo molhado. Tive que tirar tudo e foi uma agonia. Eu saí na carreira pedindo socorro e em poucos instantes a água tomou conta de tudo”.

Crédito da foto // Paulo José/Acorda Cidade

A moradora Adriana Porto passou por uma intervenção cirúrgica há pouco tempo e apesar de estar de repouso também teve de correr. Ela relatou que ficou muito assustada e que saiu de casa pela janela junto com a filha, contando com a ajuda de vizinhos.

“Fiquei anestesiada quando vi. Não podia correr porque estou operada. As pessoas tiveram que me socorrer. Eu saí pela janela. Saí machucada. Estava com minha filha pequena. A água veio em uma velocidade que levou tudo na frente, ensopou tudo. Perdi camas, sofá, geladeira, tanquinho. O prejuízo foi alto, dá mais de 6 mil reais. A Embasa tirou fotos de tudo, pediu para a gente enviar as fotos e vídeos que tiramos também e disse que ia fazer um orçamento, mas não deu um prazo. A gente queria um prazo pelo menos de 24 horas, mas informaram que não sabiam. Minha casa está cheia de lama. Disseram que minha casa está condenada. A água levou tudo na frente”, relatou.

Os moradores que tiveram as casas invadidas no Tomba informaram que a Embasa ficou de mandar um caminhão pipa neste sábado (25) para dá assistência aos moradores.

“Até o momento eles trouxeram dois litros de água para cada família e hoje estamos sem água para beber, tomar banho. Esperávamos uma assistência melhor por parte da Embasa. Só falar não resolve, a gente tem que ter uma resposta concreta e verdadeira”, cobrou Adriana Porto.

Crédito da foto // Paulo José/Acorda Cidade

O que diz a Embasa

Em nota, a Embasa informou que está dando suporte aos moradores dos cinco imóveis no bairro Tomba que foram atingidos pela água proveniente do vazamento da adutora do sistema de abastecimento na noite de quinta (23), incluindo o fornecimento de alimentação e custeio da limpeza das casas. A Embasa informou que já enviou uma equipe técnica para avaliação dos danos causados e manteve diálogo com os moradores para orientar sobre os procedimentos para ressarcimento dos prejuízos.

Em relação aos imóveis da Estrada Feira São Gonçalo, a Embasa informou que foi detectado um vazamento em uma caixa da rede adutora, localizada aos fundos dos imóveis e que as equipes da Embasa já estão no local para correção deste vazamento. “Neste caso, não houve danos aos imóveis”.

Crédito da foto // Paulo José/Acorda Cidade




Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas