FEIRA DE SANTANA @ Prefeito Colbert pretende transferir a Rodoviária para outro local - Observador Independente

BAHIA

15 de agosto de 2018

FEIRA DE SANTANA @ Prefeito Colbert pretende transferir a Rodoviária para outro local

Crédito da foto // Portal Transporte em Debate    





Colbert Filho entende que a atual Rodoviária poderá ser destinada a pequenos comércios, no piso superior, enquanto o inferior seria utilizado como um terminal de transporte alternativo.

Se depender dos esforços do prefeito Colbert Martins Filho junto ao governo do Estado, o Terminal Rodoviário de Feira de Santana, no local onde funciona atualmente, está com os seus dias contados. Construído na Avenida Presidente Dutra na década dos anos 1960, no sentido Leste/Oeste da cidade, ligando a BR-324 à BR-116 Sul, o equipamento, por onde cerca de 3 milhões de passageiros transitam anualmente, já não atende a contento a sua crescente demanda.

Ao defender a construção de um novo Terminal Rodoviário fora do perímetro urbano da cidade, com padrões arquitetônicos modernos, mais amplo e melhor equipado, Colbert Filho entende que a atual Rodoviária poderá ser destinada a pequenos comércios, no piso superior, enquanto o inferior seria utilizado como um terminal de transporte alternativo.

Esta hipótese foi levantada pelo chefe do Executivo ao responder a pergunta de um ouvinte da Rádio Sociedade de Feira, preocupado com a precarização da velha rodoviária, durante o Programa Linha Direta, ancorado por Fernando Moreira, com a participação do radialista Marcelo Fernandes.

Durante o programa, levado ao ar ao meio dia desta segunda-feira (13) o prefeito de Feira de Santana fez um rápido balanço dos seus 120 dias de governo, pontuando algumas ações que considera importantes para a manutenção dos serviços prestados pela administração pública, a exemplo do recapeamento do piso da cidade, danificado pelas chuvas que ocorrem na região.

Como vem reafirmando nas sucessivas oportunidades em que é abordado pela imprensa local, projetos como a implantação do BRT, a construção do Centro Comercial Popular, e a transferência dos camelôs do Centro da cidade para o novo entreposto comercial, continuam obedecendo aos cronogramas previamente definidos nos projetos.

“Também estamos discutindo a possiblidade de transferir o comércio atacadista do Centro de Abastecimento para um local mais adequado. Mas, nada disso será feito empurrando goela abaixo dos comerciantes do Centro de Abastecimento. Entendemos que é possível, com este projeto que tem similar em Teresina (PI), que todos possam se organizar melhor e ganhar mais dinheiro”, pontuou Colbert Filho.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.

VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas