JACOBINA @ Experiências de gestão e participação popular marcam 20 anos da Central de Saneamento - Observador Independente

BAHIA

22 de agosto de 2018

JACOBINA @ Experiências de gestão e participação popular marcam 20 anos da Central de Saneamento

Crédito da foto // Agência Chocalho // Divulgação  



Compartilhando experiências - 20 anos da Central de Jacobina. Esse é o tema do Seminário de Gestão Comunitária do Saneamento Rural da Bahia, que iniciou nesta terça-feira (21), no Auditório do Instituto Federal da Bahia (IFBA), no município de Jacobina, Território de Identidade Piemonte da Diamantina.

O evento, que acontece até esta quarta-feira (22), e é promovido pelas Centrais de Associações Comunitárias para Manutenção dos Sistemas de Saneamento de Jacobina e Seabra, abrange, entre outros temas, os Avanços e Desafios dos 20 anos da Central de Jacobina, o Panorama para Política Estadual de Saneamento Rural e Fortalecimento do Modelo Central de Gestão Comunitária na Bahia, Fortalecendo as Parcerias e um Intercâmbio de Experiências em Gestão Comunitária de Sistemas de Abastecimento de Água.

As centrais, que têm a missão de garantir o abastecimento de água de qualidade para comunidades rurais afiliadas, tiveram suas ações potencializadas com os recursos do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio de convênio assinado entre as centrais, a CAR e a Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (Cerb), vinculada à Secretária de Infraestrutura Hídrica (SIHS). 

O convênio no valor total de R$ 221 mil, prevê investimento na infraestrutura das centrais, aquisição e manutenção de equipamentos, e aquisição de veículos, além de consultorias e capacitações das associações atendidas pelos sistemas de abastecimento de água e saneamento.

O objetivo dos investimentos é fortalecer a atuação das centrais, garantindo o funcionamento e manutenção preventiva e corretiva dos sistemas de abastecimento de água de suas associadas, visando a autogestão e autossustentabilidade dessas entidades, proporcionando o desenvolvimento social e sustentável das comunidades rurais atendidas.
Crédito da foto // Agência Chocalho // Divulgação  

“A central chegou e resolveu o problema com abastecimento de água nessas comunidades, com um tratamento adequado para a distribuição dessa água, e várias reuniões, em que as pessoas se conscientizaram mais e hoje entenderam o quanto a água é importante nas nossas vidas”, ressaltou Geraldo Silva, que é atendido pelo sistema de abastecimento e opera esse sistema em cinco comunidades do município de Jacobina.

De acordo com o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, além dos investimentos que já estão sendo executados, está prevista a implantação de novos sistemas compartilhados de abastecimento de água em outras regiões do Semiárido baiano: “O objetivo é possibilitar que, cada vez mais, as centrais se tornem autônomas, e que as associações atendidas possam compartilhar os custos com o abastecimento, com uma gestão sustentável dos recursos hídricos, garantindo a destinação de recursos para a manutenção desses sistemas”.

Danilo Ribeiro, gerente geral da Central de Jacobina, destacou que esse é um dia muito feliz para todos da central: “Estamos completando 20 anos de experiência nas comunidades rurais, com muitas dificuldades, mas também muitas alegrias, levando água potável para as comunidades que precisam realmente”. Ribeiro explica que a Central adota o modelo de gestão associativista, em que a associação compartilha a manutenção, e as decisões relacionadas à comunidade.

A central de Jacobina atende atualmente cinco comunidades rurais dos municípios de Jaguarari, Itiúba, Jacobina, Pindobaçu, Caém, Ourolândia, Saúde e Miguel Calmon, com 5.882 ligações. A previsão é que esse número seja ampliado com o atendimento a um total de 11 mil ligações, incluindo comunidades rurais dos municípios de Mirangaba, Senhor do Bonfim, Campo Formoso e Umburanas.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.
O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.
VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas