JACOBINA @ Laje de obra desaba e mata operário de obra em faculdade de medicina no norte da Bahia - Observador Independente

BAHIA

23 de agosto de 2018

JACOBINA @ Laje de obra desaba e mata operário de obra em faculdade de medicina no norte da Bahia

Crédito da foto / Portal Só Agitos / Ilustrativa  




De acordo com a polícia, Adenilson Almeida da Silva, de 20 anos, trabalhava como ajudante de pedreiro na construção da nova sede da faculdade.

O operário de uma obra realizada em uma faculdade de medicina de Jacobina, no norte da Bahia, morreu após uma laje do local desabar e o atingir. O acidente aconteceu na quarta-feira (22), mas as informações só foram confirmadas nesta quinta (23).

De acordo com a Polícia Civil, Adenilson Almeida da Silva, de 20 anos, trabalhava como ajudante de pedreiro na construção da nova sede da Faculdade Ages de Medicina, em Jacobina. A construção, segundo a polícia, faz parte de uma nova obra da faculdade. A polícia não detalhou se outra pessoa foi atingida com a queda da laje.

Conforme informações da polícia, Adenilson foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para unidade de saúde de Jacobina, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo o site G1 que entrou em contato com a Faculdade Ages de Medicina, os responsáveis informaram que a faculdade não vai se posicionar sobre o fato e solicitou que a imprensa procurasse a empresa de engenharia responsável pela obra.

A equipe de reportagem procurou a Empresa Paraguaçu, que ficou se se posicionar ainda nesta quinta-feira.

AVISO LEGAL

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.

É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.
O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso, conforme regra estipulada em sua Política de Privacidade.
VOCÊ e mais 12 mil pessoas estão recebendo está matéria via whatsapp por que tem algum contato com umas das nossas três redações. Se não quiser mais receber os alertas, por favor, nos informe.

Paginas