SALVADOR @ Capital perde 96,4 mil eleitores em quatro anos; Bahia teve aumento de 2,04% - Observador Independente

BAHIA

6 de agosto de 2018

SALVADOR @ Capital perde 96,4 mil eleitores em quatro anos; Bahia teve aumento de 2,04%

Crédito da foto / Divulgação TSE / Fotos públicas




A Bahia teve um aumento no número de eleitores nos últimos quatro anos. Em 2014, quando os baianos foram às urnas para escolherem governador e vice, deputados federais e estaduais, senador, presidente da República e vice, o eleitorado era de 10.185.417. Dados estatísticos do perfil do eleitorado baiano divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que, em junho deste ano, o número aumentou para 10.393.168.

Em Salvador, maior colégio eleitoral do estado, houve queda no número de eleitores. Em 2014, o eleitorado soteropolitano era de 1.923.899, mas perdeu 96,4 mil votantes e chegou a junho de 2018 com 1.827.436.

Sexo e faixa etária - De acordo com as informações extraídas do Cadastro Nacional de Eleitores, o eleitorado baiano é composto 52,6% por mulheres, uma fatia de 5,4 milhões. Os homens representam 4,9 milhões, um percentual de 47,3%. Os dados mostram que 66% do eleitorado baiano tem idade entre 25 e 59 anos. 

Escolaridade - Quando o recorte é o grau de escolaridade, os números mostram que há 785 mil eleitores analfabetos na Bahia. A parcela que tem o ensino fundamental incompleto é de 2,6 milhões, e a que concluiu esta etapa é de 434 mil.

Dois milhões e duzentos mil eleitores baianos possuem o ensino médio completo. Os que não terminaram os estudos nesta faixa são 1,5 milhão.

De acordo com o levantamento da Justiça Eleitoral, 1,7 milhão de eleitores declararam que apenas sabem ler e escrever. O eleitorado com ensino superior completo é de 674 mil pessoas. Trezentos e trinta e um mil eleitores informaram que possui o ensino superior incompleto.



Aparecido Silva / bocãonews
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas